safety4

Seguindo a linha de compartilhar dicas de alarmes (já falei do alarme para ajudar crianças com enurese noturna AQUI e do alarme para monitorar febres AQUI), a dica de hoje eu li no blog Just Real Moms: uma pulseira que dispara um alarme caso a criança caia na piscina.

Uma vez, minha mãe me disse uma coisa que é muito verdade: “criança se espalha feito água”. A gente pode estar (e de fato está) de olho vivo sempre, mas basta uma piscadela, e acidentes podem acontecer. Por isso, eu sou a favor de tudo quanto é gadget que ajude na segurança das crianças. 

Este alarme se chama Safety Turtle Swimming Pool Alarm, e funciona com uma pulseira – em formato de tartaruga, fechada com chave, ou seja, a criança não consegue tirar – e um monitor sonoro, que dispara sempre que a pulseira ficar submersa em água (qualquer tipo de água doce).

A compra pode ser feita diretamente pelo site do produto, que eles entregam no Brasil. O preço é US$199.

Um outro tipo de alarme associado é o alarme de portão de piscina. Caso a criança usando a pulseira abra o portão da piscina, ou entre na piscina, o monitor sonoro desse alarme, instalado na abertura do portão, dispara o som.

image_products_gatealarm

Este produto também pode ser comprado no site do fabricante, por US$336,95.

Aproveitando o tema, nos comentários deste POST eu troquei mensagens com a Stephanie Salateo sobre o portão que mandei fazer na minha casa ao redor da piscina. É uma dica que vale a pena compartilhar com mais gente, porque o serralheiro que fez o portão pra mim foi muito engenhoso: ele construiu um portão enterrado no chão, para que a Júlia nunca consiga abri-lo.

foto 4

Além disso, o portão tem uma alavanca de fechamento em cima:

foto 2 (4)

Desta forma, temos segurança de que Júlia só consegue entrar na piscina se um adulto abrir o portão. Porque não basta abri-lo, é preciso desenterrar o módulo de grade do chão (o que ela não vai conseguir fazer tão cedo):

foto 3 (5)

Assim, ficamos tranquilos de deixá-la transitar perto da piscina sem grandes perigos quando o portão está fechado, pois sabemos que ela não consegue abri-lo.

Autoria de Mari Oliveira

Sou mãe, esposa, filha e irmã off-line.
Tradutora, fã dos Beatles e mãe de primeira viagem on-line.
No dia 13 de maio de 2011, ouvi Maria Betânia cantar e o obstetra repetir: “Você verá que a emoção começa agora”.
Eles estavam certos!