bebes-penico1

Desde que postei, no Instagram @roteirobaby, que a Bruna (#aos2 anos e seis meses) estava em processo de desfralde, recebi muitos  pedidos de dicas sobre essa fase.

Hoje, já podendo comemorar o fato da Bruna estar desfraldada (de dia, porque à noite ela ainda vai dormir de fraldas por enquanto), venho compartilhar a minha experiência com vocês.

Não é fácil identificar se nossos filhos já estão prontos para alguma nova fases, mas, antes de mais nada, quero registrar que com o desfralde, eles dão sim alguns sinais positivos.

Portanto, antes de mais nada, a minha primeira dica é analisar as situações abaixo. Se você puder responder “sim” para a maioria das questões abaixo, é possível que seu filho esteja mesmo pronto para o início do processo do desfralde.

– seu filho fica no mínimo 3 horas sem fazer xixi e faz bastante xixi de uma única vez (e não de pouquinho em pouquinho)?
Se sim, é possível que os músculos da bexiga dele já estejam aptos a segurar a urina.

– seu filho faz cocô razoavelmente sólido e em horários previsíveis?
Isso vai diminuir as chances de acidentes.

– seu filho já anda e corre com firmeza?
Ele vai precisar dessas habilidades para chegar logo ao banheiro.

– seu filho é capaz de abaixar/levantar as calças?
Isso não é essencial (já que um adulto sempre o ajudará nessa fase inicial), mas é um bom sinal, caso sua responsta seja positiva.

– seu filho já avisa que está fazendo xixi/cocô?
Ele precisa se comunicar bem nesta fase.

– seu filho quer tirar a fralda a todo momento, demostrando que já não gosta de usá-la?
Sabe-se que algumas crianças gostam da fralda e se sentem seguras com ela. Se seu filho já implicou com a fralda, ótimo: isso vai ajudar vocês nessa fase.

– seu filho demonstra interesse e curiosidade em ir ao banheiro ou quer usar cuecas/calcinhas?
É interessante aproveitar esses interesses para incentivar seu filho ao desfralde.

Notem que não é a idade da criança que define se ela está ou não pronta para o desfralde. E, sim, o seu estágio de desenvolvimento e, de alguma forma, o seu interesse por “enfrentar” essa fase.

Assim, #ficaadica: não acelere esse processo se seu filho ainda não estiver pronto para isso. Se seu filho estiver realmente pronto para o desfralde, esse será um processo natural.

No meu caso, iniciei o processo com 2 anos e 4 meses. Tirei as fraldas em um feriado e já enviei a Bruna para a escola sem fraldas na segunda-feira (3 dias depois). Bruna estava tão pronta (e interessada) para essa fase que, nos primeiros 30 dias indo para a escola sem fraldas, fez xixi na roupa apenas 02 únicas vezes! (que orgulho da filhota!).

Banheiro

1

Dentre as minhas dicas para o início do processo, registro que:

– quando Bruna fez 2 anos, eu montei um banheiro montessoriano para ela, com o troninho musical da Fisher Price, escada rente à pia e algumas adaptações, para estimular o interesse dela em fazer as coisas ali com segurança e independência.  Depois de apresentar tudo isso à ela, comecei a perguntar se ela queria sentar no troninho, se ela queria fazer xixi no troninho… e passei a repetir que “o troninho é da Bruna” deixando claro que ela poderia usá-lo quando quisesse.

Registro que o interesse dela por isso, com 2 anos, foi quase nulo. Ela, inclusive, se assustava quando o troninho cantava. (risos)

gerber1

– também quando Bruna fez 2 anos, comprei calcinhas lindas para ela, com personagens que ela ama. Eu dizia que não podia fazer xixi na “Minnie”, por exemplo, e isso sempre fez muito efeito sobre a Bruna. (mais risos).

As calcinhas de treinamento da Geber também foram muito úteis, desde o início dessa fase.

Eu não tinha pretensão de iniciar a fase com 2 anos, mas deixei o banheiro montado e fui sentindo (e estimulando) o interesse dela por isso, nos meses seguintes. Com 2 anos e 2 meses, passei a deixar a Bruna sem fraldas de vez em quando, já que ela passou a odiar fraldas e a demostrar estar mais preparada e interessada no troninho e nas calcinhas.

Não foi fácil. Ela conseguia fazer o xixi no troninho algumas vezes, mas na maioria das vezes ela fazia na roupa. Tive que ter muita paciência e seguir firme em só insistir nessa fase quando ela estive mais “preparada”.

quando Bruna fez 2 anos e 4 meses, eu senti que ela estava pronta para tirar a fralda. Ela já dava muito mais trabalho para colocar a fralda do que quando o xixi escapava na roupa. E sinto que fiz na hora exata, porque apesar de alguns acidentes, o processo foi rápido.

Desde que começamos, Bruna usa o banheiro de casa e da escola com sucesso. No entanto, na rua, durante os passeios, #euconfesso que tenho muita preguiça de levá-la sem fraldas. Arrepio de nojo dos banheiros públicos e ainda é muito difícil segurá-la acima do vaso (já que ela não fica agachada ali como eu gostaria). Além de tudo, alguns banheiros são assustadores e ela não entra de jeito nenhum.

imagem-de-protetor-de-assento-sanitario-descartavel-plastico-higienizado-pro-assento_g

7024_2

933808g

Por isso, para os passeios, eu comprei protetores plásticos descartáveis para vasos sanitários e o assento dobrável. E, em alguns casos, eu juro que levo um penico no carro, que já foi usado em algumas situações onde carregar aquela sacola era preferível do que interromper o processo de desfralde ou correr os riscos da utilização do banheiro público.

pepi

A minha última dica é sobre  APP Pepi Bath, que mostra uma menininha e um menininho utilizando o banheiro com independência e alegria.

E vocês? Tem mais dicas? Se sim, compartilhem aí nos comentários… e boa sorte para quem está ou vai iniciar essa fase!

Autoria de Iza Garcia
"Já quis ser 'médica de criança', pipoqueira e costureira. Cursei inglês, italiano, castelhano, mas só falo português. Fiz Direito e Ciência Política, e curto ser blogueira. Desde 11/10/2010 sou "MÃE DA BRUNA" e realizada ao descobrir algo p/ ser a vida inteira".