Acessórios úteis, Decoração, DIY, Higiene, Para Crianças, Reflexões

Banheiro montessoriano

Sempre que leio algo sobre “quartos montessorianos”, me arrependo de não ter tomado conhecimento dessas idéias antes de montar o quarto atual da minha filha.

Pude adaptar (não totalmente, infelizmente) o quarto para que ela se movimente com liberdade e autonomia no cantinho dela e, ciente da importância disso, estou sempre atenda à oportunidades de aplicar as dicas em outros ambientes da Bruna.

Hoje, prestes a iniciar o processo de desfralde (que medo!) da minha filha, estou animada de poder preparar um “banheirinho montessoriano” para essa fase tão importante da vidinha dela. 

Minha primeira providência foi comprar o Troninho Fisher Price, que uma amiga me disse que foi essencial nessa fase. Ele canta quando a criança faz xixi (ou nº2) e tem descarga, espaço para papel higiênico e, mais tarde, pode ser utilizado como acento para vaso sanitário.

 

Depois, comprei um degrau para a minha filha alcançar a pia, de modo a lavar as mãos e escovar os dentes.

Para montar um ambiente desses para seu filho, é importante lembar que tudo deve estar ao alcance da criança, para que esta tenha a livre iniciativa e a capacidade de conseguir usar.

No banheiro, além do degrau para alcançar a pia, é interessante colocar um espelho na altura da criança, um porta toalhas e deixar a escova de dente por perto.

Na hora do banho, o shampoo e sabonete podem ficar em algum suporte plástico na altura da criança. Permitir e incentivar que a criança tome banho sozinha (ou com ajuda mínima) também é importante.

 
FONTE: Ciranda Materna

  1. Fernanda

    10 de maio de 2013 at 17:35

    Oi Iza, adorei o post, estou vivendo essa fase agora ( do desfralde, inclusive, rs…) e é sempre bom poder ver dicas interessantes como as que vi aqui serem compartilhadas.
    Minha Beatriz, com 2 anos e 4 meses está numa escola montessoriana e estou muuuito feliz com essa escolha.
    Beijos
    Fernanda

    1. Iza Garcia

      13 de maio de 2013 at 11:22

      Obrigada por compartilhar sua experiência conosco, Fernanda!

Comente!