Um domingo desses que eu estava com muita vontade de comer tutu de feijão e torresmo (finge que você nem leu isso, tá, Lara? Hahaha!) e com vontade zero de tentar fazer almoço, maridão e eu decidimos ir almoçar no Rancho Canabrava – já tínhamos ido antes de ter nossa filha, e seria também uma ótima oportunidade para que Júlia tivesse contato com bichinhos de fazenda, que ela adora desde que ganhou este ranchinho de brinquedo.

O Rancho Canabrava fica no Núcleo Rural Sobradinho I (tomando como referência o centro de Brasília, ele está a 25km da rodoviária). É fácil de chegar, as placas na rodovia de acesso (DF 440) são novas e bem posicionadas.

Lá funciona de sexta a domingo, na hora do almoço, com buffet farto de comida típica mineira, feita no fogão a lenha (um espetáculo!). Há também um empório, que vende os produtos servidos no almoço e sobremesa (pão de queijo, doces, queijo de Minas, torresmo, linguiça, legumes e conservas).

As crianças se divertem com os bichinhos, passeios de charrete, casinha de boneca e o parquinho. Para os adultos tem o que eles chamam de turismo de aventura (arvorismo – lá eles informam ter o maior circuito de arvorismo da região Centro-Oeste – e tirolesa). Nós decidimos não fazer o passeio de charrete (porque Júlia gostou de ver os cavalos de longe, mas se assustou quando chegamos perto), então só ficamos passeando pelo haras e mostrando os animais pra ela. Ela adorou, dava gritinhos de felicidade. Foi muito legal, e nós queremos repetir a visita com certeza!

 Obs: Apenas a primeira foto foi tirada da Internet (do site Rural Tur DF). As fotos da montagem acima são fotos pessoais, tiradas por mim e meu marido. 

Serviço:

Endereço:

Chácara 46 – Núcleo Rural Sobradinho I

Contato:

3591-1694 / 3034-3329
www.ranchocanabrava.com.br

Funcionamento:

De sexta-feira a domingo, e feriados – o buffet de almoço é servido das 12h às 16h30.

Autoria de Mari Oliveira

Sou mãe, esposa, filha e irmã off-line.
Tradutora, fã dos Beatles e mãe de primeira viagem on-line.
No dia 13 de maio de 2011, ouvi Maria Betânia cantar e o obstetra repetir: “Você verá que a emoção começa agora”.
Eles estavam certos!