[Evento gratuito] Como pais e cuidadores podem prevenir os acidentes infantis

Aldeias Infantis SOS, Instituto Bem Cuidar e ONG Visão Mundial promovem evento gratuitoe online para alertar os responsáveis sobre os cuidados e a prevençãode acidentes na infância

Cerca de 1 milhão de crianças morrem por causas acidentais anualmente em todo o mundo, segundo a Safe Kids Worldwide. No Brasil, diariamente, 8 crianças chegam a óbito e 288 se submetem a internações por causa de acidentes que poderiam ser evitados com entornos seguros e protetores. Segundo a mais recente análise do Datasus/ONG Criança Segura, 3.165 meninos e meninas morreram em 2019, e outras 105 mil crianças foram hospitalizadas em 2020 por motivos acidentais, esse número entre crianças de 1 a 14 anos no país.

Em 2019, os casos de acidentes de trânsito continuam sendo a principal causa de morte infantil, representando 29% do total, seguido por afogamento (26%) e sufocação (25%). “É comum que muitas pessoas avaliem o afogamento, por exemplo, como algo distante, uma vez que não se tem piscina em casa. Porém, em apenas 2,5 cm de água é possível uma criança se afogar, o que inclui baldes, bacias, banheiras e vasos sanitários sem trava”, explica Erika Tonelli, coordenadora geral do Instituto Bem Cuidar, unidade meio da Aldeias Infantis SOS para gestão do conhecimento e responsável pela continuidade do legado da ONG Criança Segura.

Com o objetivo de alertar o poder público, pais e responsáveis, a organização humanitária Aldeias Infantis SOS, o Instituto Bem Cuidar, em parceria com a ONG Visão Mundial, promovem aSemana Nacional de Prevenção de Acidentes. “Quando temos a consciência de que 90% dos casos de mortes poderiam ser evitados por meio de ações simples na rotina familiar, nos espaços de convivência comunitária, entendemos que há muito o que instruir os adultos”, ressalta.

O evento acontecerá entre os dias 25 e 27 de agosto e vai reunir especialistas que promoverão um bate papo virtual para orientar pais e responsáveis sobre a cultura do bem cuidar e explicar, na prática, como é possível prevenir os acidentes entre as crianças. Os três dias de programação sobre a temática, antecedem a data criada para conscientização do Dia Nacional de Prevenção de Acidentes (30 de agosto).

“Enxergamos como um dever formar os adultos e diminuir o número de óbitos e internações infantis. Para a Aldeias Infantis SOS, maior organização de atendimento direto à criança, adolescentes e jovens no mundo, é nossa responsabilidade garantirmos que cada vez mais esses meninos e meninas vivam em ambientes protetores e seguros”, ressalta Erika.

O evento é online, gratuito e aberto a todos os interessados no tema. Para se inscrever, acesse: https://www.sympla.com.br/semana-nacional-de-prevencao-de-acidentes__1309307 .

ServiçoProgramação | Semana Nacional da Prevenção de Acidentes

25/08 (quarta-feira)

9h: Abertura com apresentação dos dados de acidentes com crianças e adolescentes no Brasil, com Erika Tonelli, c coordenadora Geral do Instituto Bem Cuidar (IBC) e Reginaldo Silva, coordenador de Advocacy e Participação Juvenil de Visão Mundial da ONG Visão Mundial

9h15: Prevenindo Sufocação e Engasgo (Primeiros Socorros), com o pediatra Dr. Cláudio Soriano, Alessandra Begalli, advogada, mãe, idealizadora do Instituto, lei e movimento Vai Lucas e Andrea Zamora, socorrista, instrutora de cursos de primeiros socorros e fundadora do Movimento Vai Lucas

10h20: Entornos Seguros e Protetores: acidentes de trânsito, com Dr. Áquilla Couto, especialista em Medicina do tráfego e Coordenador do Departamento do Médico Jovem e Micromobilidade da ABRAMET- Associação Brasileira de Medicina de Tráfego

26/08 (quinta-feira)

9h: A importância da pauta de prevenção de acidentes nas políticas públicas: Semanas Municipais, com Sérgio Marques, Sub Gestor Nacional Advocacy, Alianças Institucionais e Cooperação da Aldeias Infantis SOS e Reginaldo Silva, Coordenador de Advocacy e Participação Juvenil de Visão Mundial da ONG Visão Mundial

Importância da Lei, com Larissa Gaspar, vereadora em Fortaleza (CE)

Como conseguiu implantar a lei, com Professora Josete Dubiaski, vereadora em Curitiba (PR)

10h10: O Papel da Imprensa na Prevenção de Acidentes, com Mariana Kotscho e Roberta Manreza, Jornalistas do Papo de Mãe, site parceiro do UOL

10h30: Por que os acidentes fatais ocorrem mais na Primeiríssima Infância? – Com a pediatra Dra. Ana Escobar

27/08 (sexta-feira)

9h: Prevenido os principais acidentes na infância: queimadura, com a Dra. Elaine Tacla, Presidente do IPAQ- Instituto de Políticas e Atenção em Queimaduras e SBQ – Sociedade Brasileira de Queimaduras

9h25: Prevenindo o Afogamento, com a pediatra Dra. Aline Menezes

9h50: Prevenindo a Intoxicação, com a pediatra Dra. Carolina Campos

10h15: Prevenindo a Queda, com o pediatra Dr. Ruy Nogueira

10h40: Encerramento

Sobre a Aldeias Infantis SOS 

A Aldeias Infantis SOS no Brasil (SOS Children’s Villages International) é uma organização humanitária, sem fins lucrativos, não governamental e independente, que luta pelo direito das crianças, jovens e adolescentes a viverem em família. No mundo, é a maior organização de atendimento direto à criança. A Aldeias Infantis SOS atua junto a meninos, meninas que perderam o cuidado parental ou estão em risco de perdê-lo, além de dar resposta a situações de emergência, com cuidado, proteção e carinho. Fundada na Áustria, em 1949, está presente em 137 países. No Brasil, atua há 54 anos e mantém mais de 70 projetos, em 31 localidades de Norte ao Sul do país. Ao trabalhar junto com famílias em risco de se separar e fornecer cuidados alternativos para crianças e jovens que perderam o cuidado de suas famílias, a Aldeias Infantis SOS luta para que nenhuma criança tenha que crescer sozinha. Para saber mais: www.aldeiasinfantis.org.br