Exposição “17 ODS para um Mundo Melhor” estreia no Complexo Cultural da República

A partir do dia 17 de novembro, o Complexo Cultural da República recebe a exposição “17 ODS para um Mundo Melhor”. A  mostra, que já passou por São Paulo e Rio de Janeiro, tem o objetivo de gerar interesse, reflexão e entusiasmo na população brasiliense, em prol de um mundo mais sustentável. Com patrocínio da empresa Novelis, a iniciativa tem idealização e realização da Toptrends, com apoio da Secretaria de Cultura do Distrito Federal.

Em 2015, líderes mundiais dos Estados-membros da Organização das Nações Unidas reconheceram que a erradicação da pobreza em todas as suas formas e dimensões, incluindo a pobreza extrema, é o maior desafio global. Percebendo que os indicadores econômicos, sociais e ambientais dos últimos anos eram pessimistas, a ONU propôs que seus 193 países-membros assinassem a Agenda 2030, um plano global composto por 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e 169 metas para que esses países alcancem a sustentabilidade necessária, em todos os âmbitos, até 2030.

A exposição apresenta 17 globos terrestres, com 1,8m de altura cada, utilizados como suporte tridimensional para a criação artística. Tendo como disparador o plano global da ONU, um seleto grupo de artistas se apropriou da superfície dos globos para suscitar questões sociais, ambientais e econômicas, pautadas pelos 17 ODS. Entre as temáticas abordadas, estão Educação de Qualidade, Redução das Desigualdades, Igualdade de Gênero, Fome Zero, Agricultura Sustentável, Água Potável e Saneamento.

Artistas renomados, das mais variadas vertentes, foram convidados a utilizar os globos como suporte. Mundano, Beatriz de Carvalho, Fabiano Al Makul, Priscila Barbosa, Maramgoní, Fernanda Eva, Pomb, os arquitetos Marcelo Stefanovicz e Consuelo Cornelsen, Giovanna Nucci, Binho Ribeiro e o coletivo SHN estão entre os que assinam as criações.

Organizadora da mostra, Catherine Duvignau, acredita que “através de uma exposição artística vamos levar a população de Brasília a conhecer melhor os 17 ODS, essas metas tão importantes estipuladas pela ONU”.

A Agenda 2030 compreende que a cultura possui um papel fundamental para promover as mudanças sociais necessárias para a construção de um futuro melhor para o planeta. A Novelis, líder mundial em laminados e em reciclagem de alumínio, patrocina o projeto e avalia os 17 objetivos como imprescindíveis, reforçando a necessidade de trazer cada vez mais pessoas para debater o tema.

“É com muita alegria que estamos chegando à Brasília com essa exposição que significa muito para a Novelis. Por meio dela, levamos ao público, de maneira lúdica, a importância do olhar para as causas sustentáveis em seu mais amplo aspecto, como trazem as 17 ODS. E a arte tem o poder único de promover conexão. Nesse sentido, ampliamos nosso propósito de criarmos juntos um mundo mais sustentável para todos”, afirma Eunice Lima, diretora de comunicação e relações governamentais da Novelis.

Obras: Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
ODS 1 – Erradicação da Pobreza | Artista: Coma Cost
ODS 3 – Saúde e Bem-Estar | Artista: Fabiano Al Makul
ODS 4 – Educação de Qualidade | Artista: Pomb
ODS 5 – Igualdade de Gênero | Artista: Priscila Barbosa
ODS 6 – Água Potável e Saneamento | Artista: Giovanna Nucci
ODS 7 – Energia Limpa e Acessível | Artista: Cris Campana
ODS 8 – Trabalho Decente e Crescimento Econômico | Artista: Beatriz de Carvalho
ODS 9 – Indústria, Inovação e Infraestrutura | Artista: Nando Zenari
ODS 10 – Redução das Desigualdades | Artista: Gabriele Rosa de Novaes
ODS 11 – Cidades e Comunidades Sustentáveis | Artista: MARAMGONÍ
ODS 12 – Consumo e Produção Responsáveis | Artista: Mundano
ODS 13 – Ação Contra a Mudança Global do Clima | Artista: Fernanda Eva
ODS 14 – Vida na Água | Artista: Binho Ribeiro
ODS 15 – Vida Terrestre | Artista: Clara Leff
ODS 16 – Paz, Justiça e Instituições Eficazes | Artistas: Paola Lopes e Glauco Diogenes (GDS)
ODS 17 – Parcerias e Meios de Implementação | Artista: SHN

Serviço

“17 ODS para um Mundo Melhor”
De 17 de novembro a 17 de dezembro
Local: Conjunto Cultural da República
Entrada gratuita