Madrugada terá maior pico de estrelas cadentes do ano: NASA vai transmitir

A madrugada desta quarta-feira, 12, reserva a maior chuva de meteoros, ou estrelas cadentes do ano e poderá ser vista a olho nu em todo o hemisfério sul, incluíndo o Brasil.

O pico da noite dos meteoros Perseidas que chegou em agosto ficará ainda mais forte no céu durante a madrugada do dia 13, quinta-feira.

Os meteoros Perseidas são originários da poeira deixada pelo cometa 109P/Swift-Tuttle.

A chuva de estrelas entra na Terra a uma velocidade de 210 mil quilômetros por hora.

Será possível observar cerca de 15 meteoros por hora.

Na tradição católica, a chuva de meteoros também é conhecida como “Lágrimas de São Lourenço”, em uma referência a Laurentius, um dos sete diáconos da cidade de Roma que foram martirizados na perseguição aos cristãos pelos romanos em 258 D.C.

Como assistir

A chuva de meteoros é melhor vista às 2 horas da manhã. Às 9 horas da noite de hoje, no entanto, já é possível ver um pouquinho de Perseidas no céu, embora de uma forma muito mais fraca. Para vê-los, não é preciso ter nenhum equipamento especial.

As recomendações da NASA, agência espacial americana são: deixar seus olhos se acostumarem ao escuro *o que pode levar cerca de 30 minutos) e não ficar usando o celular enquanto espera para ver os meteoros, uma vez que o brilho das telas pode afetar a visão noturna.

Os meteoros serão visíveis até 26 de agosto.

A Nasa fará uma transmissão ao vivo da chuva de meteoros em seu perfil no Facebook. Basta clicar e curtir o canal.