Pluga Aí: Happy Code oferece minicursos gratuitos de criação de games para crianças

Crianças e jovens podem aprender a programar usando Scratch, Roblox, RPG Maker entre outras plataformas; site também traz conteúdo para ajudar pais e educadores

Como mais uma alternativa para ajudar a ocupar o tempo das crianças e jovens de forma inteligente e divertida, a Happy Code – maior rede de escolas de programação para crianças e adolescentes – disponibilizou gratuitamente minicursos de criação de games por meio do Pluga Aí. Eles podem aprender, nas videoaulas, a programar usando Scratch, Roblox, RPG Maker entre outras plataformas.

Além dos minicursos, a plataforma também conta com vídeos sobre evolução e história dos jogos eletrônicos, dicas para o youtube e de segurança na internet. O site também conta com conteúdos para ajudar pais e educadores neste momento de isolamento social e tantas mudanças na educação.

Atividades desplugadas

Para os pais e filhos que querem ficar longe das telinhas, a Happy Code também disponibilizou, desde o início do isolamento social, o Despluga Aí com opções de atividades off-line que trabalham lógica de programação de forma divertida.

A plataforma é gratuita e conta com atividades desplugadas que envolvem lógica de programação e estimulam o raciocínio lógico dos pequenos, além de habilidades manuais. Entre as atividades estão a do “algoritmo”, em que as crianças aprendem e seguem as instruções de um algoritmo para criar um origami; e o “Background infinito”, em que os pequenos são desafiados a criar um jogo de corrida de carros para desviar dos automóveis na estrada. No total, já são 18 atividades desplugadas disponíveis na plataforma.

Sobre a Happy Code

A Happy Code – maior rede de escolas de programação, maker e robótica para crianças e adolescentes do Brasil, de Portugal, e a terceira maior no mundo – tem como objetivo disponibilizar um modelo educacional que atenda às exigências do século 21, preparando crianças e jovens com o desenvolvimento de habilidades técnicas e socioemocionais fundamentais.

Mais que formar programadores, a Happy Code busca, por meio de um método exclusivo de ensino, o LET – Lean Education Technology – desenvolver habilidades importantes – essenciais hoje em dia – e que no futuro próximo se tornarão também decisórias. São as chamadas soft skills, as competências relacionadas à personalidade e comportamento das pessoas, atreladas às aptidões mentais, emocionais e sociais.

A rede, que conta com 130 unidades espalhadas pelo Brasil, 90 escolas parceiras e mais de 12 mil alunos, está no topo do pódio mundial em número de escolas de programação e tecnologia para o público entre 5 e 17 anos, além de ser referência no ensino de STEAM – Science, Technology, Engineering, Art and Math.