TEM que fazer

Vamos ajudar o Laguinho da 308 Sul?

O Laguinho da 308 Sul é um dos nossos locais mais amados em Brasília (a gente cita esse local como programinha incrível sempre: bit.ly/RBlaguinho308).

Infelizmente, o Laguinho da 308 Sul teve seus 3 filtros ultra-violeta furtados no dia 27 de janeiro. Esses equipamentos são fundamentais para manter a transparência da água, por eliminarem algas e bactérias. Caso não sejam repostos logo, a turbidez da água aumentará, devendo tornar-se, em breve, verde-escura, podendo ainda gerar mau odor. Precisamos da sua doação para evitar que isso aconteça. Esta campanha de arrecadação será encerrada em 12 de abril. Por isso, precisamos da sua ajuda AGORA.

Os filtros roubados já estavam em adiantado estado de desgaste, por serem construídos em PVC, que se rompe após alguns anos de uso. Os moradores da quadra vão adquirir, com os recursos desta campanha, 3 novos filtros, em aço inox, ao preço individual de R$2.914,00 cada, totalizando R$ 8.742,00 (orçamentos disponíveis – 6% são cobrados pelo site abacashi.com, que hospeda a vaquinha virtual, como taxa de administração).

Se essa meta for ultrapassada (e estamos confiantes nisso), os recursos excedentes serão aplicados na aquisição de peixes cascudo, ao preço de R$8 a unidade. A Associação de Moradores, após o inusitado furto dos equipamentos, já adquiriu e instalou alarme e outros dispositivos anti-furto na caixa de filtros.

O Laguinho das Carpas da 308 Sul é público, projetado pelo paisagista Burle Marx, instalado na Superquadra-Modelo de Brasília. São cerca de 400m² de espelho d’água, comportando 180m³ de água. Sua manutenção é fruto e símbolo de parceria permanente bem sucedida entre Governo (via Administração de Brasília, que paga pela eletricidade e a água), e o movimento comunitário voluntário (a Associação de Moradores da SQS 308 adquire, alimenta e cuida dos peixes, realiza a limpeza e conservação diária do Laguinho, contrata manutenções mensais por pessoal especializado etc., além de promover, supletivamente ao serviço público, a limpeza e conservação da praça ao seu redor). É ainda símbolo do conceito de Superquadra aberta e pública, onde o inovador estilo de morar proposto pelo urbanista Lúcio Costa revela todo o seu encanto e também seus desafios. Por isso, cuidemos para todos!

O Laguinho recebe, semanalmente, centenas de visitantes locais, nacionais e estrangeiros de todas as idades, mas sobretudo crianças com menos de 7 anos, trazidas por suas famílias ou por excursões escolares vindas de todas as regiões do Distrito Federal.

Ajude a salvar o Laguinho! Acesse o link e faça sua contribuição: https://abacashi.com/p/laguinho-da-308-sul—reposicao-dos-filtros-roubad

3 Comentários

  1. Vamos ajudar o Laguinho da 308 Sul? | Baby Blogs Brasil

    11 de abril de 2019 at 18:26

    […] Infelizmente, o Laguinho da 308 Sul teve seus 3 filtros ultra-violeta furtados no dia 27 de janeiro. Esses equipamentos são fundamentais para manter a transparência da água, por eliminarem algas e bactérias. Caso não sejam repostos logo, a turbidez da água aumentará, devendo tornar-se, em breve, verde-escura, podendo ainda gerar mau odor. Precisamos da sua doação para evitar que isso aconteça. Esta campanha de arrecadação será encerrada em 12 de abril. Por isso, … Ver artigo completo no Blog […]

  2. Rogerio Q

    19 de abril de 2019 at 08:44

    A reportagem deste site fala sobre doação e arrecadação de valores da comunidade para ajudar a recuperar o tal laguinho, porém pede, ou melhor, COBRA sua parte da doação dinheiro para o próprio site quando no trecho que cita: “…(orçamentos disponíveis – 6% são cobrados pelo site como taxa de administração).”
    Estranho o fato do site pedir dinheiro para a comunidade, mas não abrir mão dos tais “6% de taxa de administração do site”.
    Taxa de administração? Administração de que? Apenas para postar uma reportagem?
    “Belo” (péssimo) exemplo o site Roteiro Baby dá, ou seja, cobrando para postar matéria referente à doação e arrecadação.
    Esse é o Brasil de alguns brasileiros que só pensam em si e se aproveitam das desgraças alheias para faturar um extra.

    1. Mari Oliveira

      19 de abril de 2019 at 09:29

      A taxa de administração não é do Roteiro Baby, é do site que hospedou a vaquinha virtual – vaquinha essa que não foi criada pelo Roteiro Baby! (inclusive vou até editar o texto para que outras pessoas não cometam o mesmo erro, e se achem no direito de me acusar).
      O Roteiro Baby cobrou absolutamente ZERO para postar esta matéria. Tenha mais respeito pelo meu trabalho.
      Aguardo suas desculpas depois de ter vindo aqui no meu site me acusar de mercenária.

Comente!