Encontro de Teatro Lambe-Lambe no CCBB

Encontro de Teatro Lambe-Lambe no CCBB

Pela primeira vez, o Centro Cultural Banco do Brasil de Brasília e a capital federal sediam um evento de artes cênicas em miniatura. Trata-se do Encontro de Teatro Lambe-Lambe, organizado pelo grupo brasiliense “As Caixeiras Cia. de Bonecas” e que ocupará o Centro Cultural em abril.

O Teatro Lambe-Lambe também conhecido como o menor teatro do mundo possui este nome, pois sua forma de apresentação se assemelha aos antigos fotógrafos lambe lambes que ocupavam as praças brasileiras nas décadas de 40, 50 e 60. Porém, já escassos nos dias atuais.

Essa linguagem de teatro de bonecos, consiste em peças de curta duração apresentadas dentro de uma pequena caixa cênica. Dentro destas caixas são encenadas pequenas histórias com a presença de pequenos bonecos e/ou objetos animados. Em sua maioria, os espetáculos podem ser vistos por um espectador por vez, porém tal formato pode variar de acordo com a proposta de cada grupo ou bonequeiro.

O Teatro Lambe-Lambe é altamente artesanal, produzindo em seus praticantes e fruidores uma sensação de retorno ao passado, ao encontro de dois, em uma atitude poética que intervém no cotidiano urbano de forma curiosa e ágil. Com seus espetáculos de curta duração e destinados em sua maioria a uma pessoa por vez o Teatro Lambe-Lambe promove a cidadania de indivíduos de todas as classes, por seu poder de estar em todos os lugares públicos, de atiçar a curiosidade, fazendo um convite ao voo poético no universo cênico por alguns minutos.

A evolução da fotografia e da máquina fotográfica fez desaparecer das ruas e praças a figura do profissional ambulante com sua caixa de fazer retratos, o popular lambe-lambe. Mas, o equipamento por ele utilizado tornou-se uma moderna ferramenta no teatro de animação contemporâneo. Para trocar experiências com a caixa que passou a abrigar o ‘menor teatro do mundo’.

Nos dias 28 a 29 de abril de 2018, sábado e domingo, o hall da Galeria 03 do CCBB será ocupado por vinte e dois espetáculos de miniatura, sendo dezoito nacionais e quatro internacionais, quatro shows de pequeno porte, quatro intervenções artísticas e uma exposição de retratos de Lambe-Lambe, além da realização de oficinas com intuito de formar novos caixeiros.

PROGRAMAÇÃO

ESPETÁCULOS – dias 28 e 29/04 (sábado e domingo), das 15h às 20h

ESPÍRITU SUBMARINO – Escuela Teatro de Muñecos de Santiago (Chile)
O fundo do mar é um lugar cheio de vida e mistérios que impulsiona os humanos a mergulhar em suas águas escuras sem saber quais perigos se escondem ali. Um convite para todos mergulharem na aventura do teatro de miniaturas.
Criação e manipulação: Tania Corvalán

POR UN PUÑADO DE TUERCAS – Teatro Corre Que Te Pillo (Chile)
Um mundo mágico de objetos e ferramentas, ganha vida em duelo com estilo de faroeste. A tensão e o magnetismo dos dois lados cm um herói e um vilão. “Por um punhado de porcas e parafusos” é uma homenagem ao oeste Italiano, aos filmes também conhecidos como spaghetti western.
Criação e manipulação: Cristián Palacios

MILONGAS – El Alma En Un Hilo (Argentina)
No pátio, uma tarde igual a tantas outras. Os pássaros, os vizinhos, o mate e a Arte. Ao som de uma milonga vem a vida, as pessoas, as memórias, o amor e o presente … sempre o presente.
Criação e manipulação: Rosana Lopez (Roxí)

CIRCO EM MINIATURA, EL CIRCO MÁS PEQUEÑO DEL MUNDO – Umami Teatro (Argentina)
Parem e vejam o menor circo do mundo! Apresentamos o número do intrépido Khalim Al Fatah, o encantador de serpentes e uma serpente com um exótico gosto musical.
Criação e manipulação: Leonardo Javier Olivieri

LEMBRANÇAS – Cia. Cênica Espiral (SC)
É uma das quatro caixas que compõem o projeto “Patativa do Lambe-lambe: um breve passeio por um longo passado”. Inspirada na obra do artista Patativa do Assaré esta caixa apresenta ao espectador pequenos recortes sobre a imensidão que é a vida no sertão.
Criação, manipulação e cenografia: Juliano Valffí

O ENCONTRO – Cia Teatral Fantoccini (SP)
Um mundo em miniatura que se agiganta diante dos olhos do público, que levará as lembranças de um inesperado encontro, emocionante e inesquecível.
Ator manipulador: Renan Eichel

A DANÇA DO PARTO – Teatro Lambe-Lambe da Bahia (BA)
Primeira criação dentro da Caixa do Lambe-Lambe desde 1989, um jogo cênico entre atriz animadora, boneco e público. É um ato poético onde o silêncio revela a emoção da vida.
Manipuladora: Denise dos Santos

UNIVERSO SEMENTE – Cia. Yohanna Marie (BA)
Um pequeno rolo de linha é descoberto por mãos ansiosas, e a partir dele um mundo de seres fantásticos é criado. Universo-semente, se apropria da ideia de que “das coisas nascem coisas”, para falar sobre imaginação, cuidado e harmonização entre os elementos que compõem o universo.
Concepção, montagem e manipulação: Yohanna Marie

O FAQUIR – Pequeninus Grupo de Arte (SC)
Com estética da performance e intervenção de rua, surge um vendedor ambulante que oferece ao público diversos produtos mirabolantes, cada produto com benefícios fantásticos. Entre esses produtos o vendedor oferece uma história, um pequeno conto vindo direto do oriente, um conto indiano que é tão raro, mas tão secreto, que só pode ser assistido, por uma pessoa de cada vez.
Manipulação: Alex Nascimento

FESTA NO MAR – Cia. Gente Falante (RS)
Inspirado na tradicional Festa de Yemanjá, no mês de fevereiro, o povo que descende daqueles que participavam do antigo culto à senhora do mar, os que ficaram sabendo da lenda do aprisionamento da Sereia e até os que não sabiam muito bem do fato, lançam ao mar presentes para Yemanjá.
Ator manipulador: Eduardo Custódio

VOLTE! – Cia. Gente Falante (RS)
Uma volta ao passado, à nossa infância e os prazeres da brincadeira que talvez tenhamos deixado para trás revelados por um brinquedo esquecido. É uma pequena poesia visual para relembrar que apesar das responsabilidades, da rapidez e objetividade do mundo cotidiano, temos que manter o lúdico permeando nossos afazeres para resgatarmos sempre novas cores e delicadeza.
Manipulação e Bonecos: Paulo Martins Fontes

SONHO DE LEITURA – Cia Hermes Perdigão (MG)
À noite antes de dormir, Victor está em sua cama lendo um livro de estórias. Seu quarto então recebe visitas inesperadas, seria um sonho?
Criação e manipulação: Hermes Perdigão

ISTO NÃO É UMA CAIXA – Grupo Girino (MG)
O espetáculo apresenta o universo poético e conceitual do pintor belga René Magritte. Na narrativa, um homem terá que resolver enigmas e descobrir o conteúdo de estranhas caixas mágicas. Trata-se de uma viagem pelas imagens metafóricas do realismo fantástico do artista onde figuras simbólicas adquirem uma atmosfera mágica e misteriosa.
Criação, dramaturgia, direção de arte: Tiago Almeida

PASTRANA – Cia. de Teatro Nu Escuro (GO)
Entre as pequenas quatro paredes desta pequena caixa apresentamos a personagem Julia Pastrana, uma artista mexicana do século XIX que é conhecida por sua história fantástica e cruel.
Atriz manipuladora: Izabela Nascente

SOPRO – Coletivo de Animadores de Caixas (PA)
Uma história que veio de algum lugar, recolhida das andanças do João do Papel, personagem simpático e gentil, inspirado nas falas do Bispo do Rosário, Profeta Gentileza e Poeta Juraci Siqueira.
Concepção, Atuação e Manipulação: Anibal Pacha

NA VOZ DE JOSEFINA – Cia. Mamacadela (DF)
Josefina é filha da caixa com seu construtor e brincante, durante sua gestação lá em Taguatinga, sofreu varias mutações e modificações, pois a moldagem não era brincadeira, um corte aqui outro lá. Ela foi surgindo ao som de um canto muito doce e romântico, que deu a ela através do tempo essa identidade peculiar, ao se transformar na Dama de Vermelho.
Criação e Manipulação: Geraldo Toledo

ENSAIO GERAL – Excêntrica Família Firulas/Firulas Mínimas (DF)
Às vésperas da estreia um maestro e duas intérpretes ensaiam sua mais nova ópera. Entre ritmos e opiniões pessoais eles vão descobrir que nem tudo é o que parece.
Manipulação e dramaturgia: Kika de Moraes

UM PRESENTE PRA TODO DIA – Sissy Favery (DF)
“O rosto é o espelho da alma”.
Idealização e manipulação: Sissy Favery

GÁRGULA E A LIBÉLULA – Seres Mínimos (DF)
Em um ambiente reconstruindo um castelo, um lago e um gárgula guarda um castelo encantado, nele tudo é frio e escuro, certo dia no lago do castelo uma cintilante libélula vem passear. O gárgula é despertado de seu sonho de dor e conhece o encantamento do amor no primeiro momento que vê tão cintilante, leve e amorosa criatura a voar.
Encenação e manipulação: Débora Aquino

A MENSAGEM- As Caixeiras Cia. de Bonecas (DF)
Inspirada em um conto de Eduardo Galeano, a Mensagem é uma caixa interativa onde o espectador é convidado a participar da encenação após receber um convite da cigana.
Idealização e manipulação: Mariana Baeta

ATAQUE DE NERVOS – As Caixeiras Cia. de Bonecas (DF)
Uma mulher irrita-se com as coisas mais simples da vida, saindo de si, afastando-se de seu interior, tendo um verdadeiro ataque de nervos! Por meio da delicadeza e da simplicidade ela encontra a alegria de viver.
Criação e manipulação: Jirlene Pascoal

PRISCILA, A PERERECA – As Caixeiras Cia. de Bonecas (DF)
Priscila, a perereca, conta a história de uma perereca que encontra um belo desconhecido que lhe pede para transforma-se em uma princesa. Nesse encontro Priscila mostra ao desconhecido que os contos de princesas e sapos nem sempre tem um final feliz.
Idealização e manipulação: Amara Hurtado

EXPOSIÇÃO DE RETRATOS LAMBE-LAMBE – dias 28 e 29/04 (sábado e domingo), das 15h às 20h
Exposição de retratos feitos em câmeras de lambe-lambe vindos da pesquisa da fotógrafa paulistana Cassia Xavier. Serão expostas 10 ampliações de retratos feitos com a câmera e 10 retratos originais de época.

INTERVENÇÕES ARTÍSTICAS – dias 28 e 29/04 (sábado e domingo), das 15h às 20h
Pipocando Poesia – Intervenção poética que troca saquinhos de pipoca por versos e poemas, Marionetes Gui com o marionetista Guilherme Álvares, Mimicando na Praça com Abder Paz e performances com Maria e Mandioca Frita.

SHOWS
28/04 (sábado)
17h – Chico de Assis e João Santana
19h – Dona Gracinha da Sanfona

29/04 (domingo)
17h – Mambembrincantes
19h – Ventoinha de Canudo

Autoria de Mari Oliveira
Sou mãe, esposa, filha e irmã off-line. Tradutora, fã dos Beatles e mãe de primeira viagem on-line. No dia 13 de maio de 2011, ouvi Maria Betânia cantar e o obstetra repetir: “Você verá que a emoção começa agora”. Eles estavam certos!