Campanha de atualização de carteiras de vacinação no DF

Campanha de atualização de carteiras de vacinação no DF

O Distrito Federal conta com 101 postos de vacinação desde segunda-feira (11/09) para a atualização das carteirinhas de vacinas. Os interessados devem se dirigir às salas entre 8h e 17h portando a caderneta e um documento de identificação. A iniciativa integra a Campanha Nacional de Multivacinação e termina no dia 22/09.

No período, estarão disponíveis todas as imunizações previstas no calendário, incluindo a de HPV (contra papiloma vírus humano) e a pentavalente (contra hepatite B, difteria, tétano, coqueluche e meningite provocada pela bactéria Haemophilus influenzae tipo b). De acordo com a Secretaria de Saúde do DF, os estoques estão reabastecidos. Não haverá imunização contra gripe – prevista para a partir dos seis meses de vida. A vacina contra o vírus Influenza é disponibilizada somente durante a campanha contra a gripe realizada sempre nos meses de abril e maio para o público-alvo específico.

Ainda segundo a pasta, o Dia D ocorre no sábado (16/09) no DF, quando haverá 113 salas de vacinas abertas. Ao todo, 1.719 profissionais estão envolvidos na campanha. Não há uma estimativa de quantas carteirinhas estão desatualizadas. O foco da campanha é atingir crianças e adolescentes com até 15 anos.

Quem perder o período da iniciativa poderá se vacinar nos postos depois. Lembrando que a campanha é para conscientização sobre a importância da atualização da caderneta de vacinação.

Saiba mais sobre os imunizantes disponíveis:
*BCG – A imunização contra a tuberculose é oferecida ao nascer, mas ela também está disponível a crianças de até cinco anos que não tomaram a vacina.
*Hepatite B – O imunizante é administrado no nascimento. Crianças não vacinadas, no entanto, podem tomar a vacina até um mês de idade.
*HPV – A vacina contra o papiloma vírus humano é administrada nas meninas de nove anos e nas adolescentes de 10 a 14 anos. Já nos meninos, o imunizante é administrado em adolescentes de 11 a 14 anos. São administradas duas doses, com intervalo de seis meses entre elas.
*Penta – A vacina une a tetravalente (contra a difteria, tétano, coqueluche e meningite) com a imunização contra a hepatite B. É oferecida a crianças entre 2 meses e 7 anos em três doses (com intervalo de dois meses entre cada uma).
*VIP – A Vacina Inativada da Poliomielite (VIP) é oferecida a crianças entre 2 meses e cinco anos. Cada criança toma três doses da vacina (com intervalo de dois meses entre cada dose).
*VOPb – A Vacina Oral da Poliomielite Bivalente é oferecida a crianças entre 2 meses e cinco anos de idade. Cada criança toma três doses da vacina (com intervalo de dois meses entre cada dose).
*Rotavírus humano – Podem receber a vacina crianças com idade a partir de um mês e 15 dias. Cada criança recebe duas doses (com intervalo de dois meses entre cada uma).
*Pneumocócica 10 valente – A vacina pneumocócica conjugada 10-valente (VPC10) previne cerca de 70% das doenças graves (pneumonia, meningite, otite) em crianças, causadas por dez sorotipos de pneumococos, segundo a Sociedade Brasileira de Imunizações. Crianças a partir dos dois meses de idade devem receber duas doses desta vacina com intervalo de 60 dias entre elas e uma dose de reforço, preferencialmente aos 12 meses de idade.
*Meningocócica C conjugada – A vacina protege contra doenças causadas pelo meningococo C (como a meningite). Crianças a partir dos três meses de idade devem receber duas doses desta vacina com intervalo de 60 dias entre elas e uma dose de reforço, preferencialmente aos 12 meses de idade.
*Febre amarela – A vacina é oferecida a crianças a partir de nove meses de idade, residentes ou viajantes nas áreas com recomendação de vacinação.
*Tríplice viral – A vacina contra sarampo, caxumba e rubéola é oferecida a crianças a partir dos 12 meses de idade. Já a segunda dose, é administrada aos 15 meses de idade.
*Tetra viral ou tríplice viral + varicela (atenuada): As crianças devem receber uma dose da vacina tetra viral entre 15 meses e quatro anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias), desde que já tenham recebido a 1ª dose da vacina tríplice viral.
*DTP – A vacina tríplice bacteriana previne difteria, tétano e coqueluche e é administrada em duas doses: a primeira, aos 15 meses; e a segunda, aos 4 anos.
*Hepatite A – Crianças de 15 meses a 23 meses de idade devem receber uma dose dessa vacina.

Autoria de Mari Oliveira

Sou mãe, esposa, filha e irmã off-line.
Tradutora, fã dos Beatles e mãe de primeira viagem on-line.
No dia 13 de maio de 2011, ouvi Maria Betânia cantar e o obstetra repetir: “Você verá que a emoção começa agora”.
Eles estavam certos!