Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2016

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2016

De 17 a 23 de outubro, o público brasiliense da 13ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) poderá conhecer o papel das abelhas na garantia de uma mesa de café da manhã, percorrer um labirinto de consequências de escolhas alimentares e confeccionar foguetes de garrafa pet.

O Governo do Distrito Federal (GDF) distribuiu as atividades da Semana por cinco grandes espaços: o Jardim Botânico; o Parque Ecológico de Águas Claras; o Parque Nacional; o Planetário; e a Universidade de Brasília (UnB).

Labirinto

Na Fiocruz, uma exposição alia diversão e conhecimento para jovens e crianças desvendarem mistérios da alimentação ao longo de 200 metros quadrados (m²) de corredores. Batizada de Aventura Alimentar, a proposta aborda diversos sentidos e consequências do hábito humano de buscar, consumir e produzir comida. A ideia é mostrar ao visitante as implicações de cada escolha, tanto para a saúde quanto para o meio ambiente, a economia e a sociedade. Serão abordados temas como o direito à alimentação adequada, os prazeres associados ao hábito de comer, a influência das diversas heranças culturais na nossa culinária, algumas curiosidades sobre os alimentos e muitos outros. E o mais importante: as atividades serão interativas, lúdicas e divertidas. O estande estará aberto ao público das 8h às 18h. Endereço da Fio Cruz: Avenida L3 Norte, S/N – Campus Universitário Darcy Ribeiro, UnB.

Polinização

A partir do mote Ciência Amiga das Abelhas, um estande no Jardim Botânico de Brasília – JBB dispõe de uma mesa para demonstrar como seria um café da manhã com e sem polinizadores. O objetivo é conscientizar o público sobre o papel desses animais na garantia da qualidade e do volume de comida, além de alertar para o fenômeno do desaparecimento de abelhas pelo mundo. De terça (18) a domingo (23), das 8h às 17h, o espaço inclui uma exposição de fotos de espécies do inseto e um painel infográfico com realidade aumentada para destacar etapas do processo de polinização. Haverá, ainda, exibição de vídeos, jogos de memória e distribuição de cartilhas educativas para crianças. Dentro do estande, diariamente, das 9h às 17h, o concurso temático estimula turmas de alunos das escolas participantes a pensar sobre o futuro da produção de alimentos e em como os polinizadores participam desse processo. Um ilustrador deve desenhar as ideias dos estudantes em painéis. Ao final de cada dia, uma votação decide qual a melhor representação. Os vencedores podem ser premiados com medalhas, certificados e relógios inteligentes.

Foguetes

De 18 a 21/10, das 9h às 14h, quem passar pelo Planetário de Brasília poderá participar das atividades de confecção de foguetes de garrafa pet e de carrinho-foguete. As duas oficinas fazem parte do programa escolar da Agência Espacial Brasileira e ensinam a prática de experimentos que associam os conceitos teóricos da área espacial à realização de atividades pedagógicas que facilitam o aprendizado científico. Ao construir e lançar o foguete de garrafa pet, os alunos fazem uma reflexão para entender as variáveis físicas que fazem parte do lançamento. O pequeno artefato é feito de garrafa pet de dois litros, papelão e fita adesiva. Com combustível à base de ar e água, o lançamento acontece em local seguro, na área externa do Planetário. “Já a oficina de carrinho-foguete trabalha o princípio da ação e reação. O carro-foguete é movido pelo ar comprimido contido num simples balão de látex, que se desloca entre cinco e dez metros”, afirmou a coordenadora do Programa AEB Escola, Adriana Correa. Além das oficinas, a AEB vai distribuir para as crianças a cartilha Colorindo e Aprendendo, dobraduras do Satélite de Coleta de Dados (SCD), Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres (Cbers), Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), do Nanossatélite Sepens, sigla para Sistema Espacial para Realização de Pesquisa e Experimentos com Nanossatélites e dobraduras do Rover – carrinho robótico. O Planetário de Brasília fica no Eixo Monumental.

Missões exploradoras

O Parque Nacional (também conhecido como Água Mineral) oferece uma série de exposições de terça (18) a sexta (21), das 9h às 17h, e sábado (22) e domingo (23), das 9h às 16h. Dentre as atividades, estão uma mostra de uma comissão exploradora do Planalto Central de junho de 1892 a janeiro de 1893, recursos multimídia que retratam os caminhos do naturalista Charles Darwin pela América do Sul, uma coleção de taxidermia do Jardim Zoológico de Brasília, apresentações do Observatório Sismológico da UnB e maquetes e fotos a respeito da história da unidade de conservação. Para o público infantil, estão previstas brincadeiras, fantoches, filmes e uma peça teatral encenada por estudantes de Ceilândia. Fica na Via Epia, Rodovia BR-450 , Km 8,5.

Confira a programação completa para o DF no site do Ministério da Ciência e Tecnologia.

Autoria de Mari Oliveira
Sou mãe, esposa, filha e irmã off-line. Tradutora, fã dos Beatles e mãe de primeira viagem on-line. No dia 13 de maio de 2011, ouvi Maria Betânia cantar e o obstetra repetir: “Você verá que a emoção começa agora”. Eles estavam certos!