Passatempos para viagem de carro com criança

Passatempos para viagem de carro com criança

Mês passado, no feriado de Páscoa, eu e Júlia viajamos de ônibus para a cidade de Rio Quente, onde fica o Rio Quente Resorts. Fomos numa 5a feira, meu marido não pôde ir conosco nesse dia (ele nos encontrou no dia seguinte), e eu não quis pegar a estrada dirigindo sozinha com a Júlia. Então, resolvi que íamos de ônibus mesmo. A empresa que faz o trajeto Brasília – Caldas Novas é a Alfa Luz, foi uma viagem de 5 horas, mas que foi bem confortável. Para distrair a Júlia no caminho, eu fui a uma lojinha de 1,99 e comprei vários joguinhos simples, como Resta Um (muito a cara da minha infância, e Júlia AMOU), um quadrinho de recados que na viagem usamos como mesa de desenhos (alternávamos uma desenhando, a outra adivinhando) e alguns dominós. Esse foi o meu erro, porque esses jogos de tabuleiros precisam de um apoio, que a gente não tinha. Na parte final da viagem, Júlia dormiu.

IMG_3389

IMG_3390

Júlia no ônibus desenhando Brasília.

IMG_3391

Entretida com a paisagem (o pai dela conta que também adorava olhar pela janela quando era criança e a família viajava de carro).

Conversando sobre isso com a Malu, do blog Com Filhos Por Aí, ela me sugeriu o texto abaixo, com mais idéias de passatempos super legais para viagens de carros com crianças:

malucomfilhosporaí

Quem já viajou com criança conhece bem a pergunta: já estamos chegando? Não tem jeito, se uma viagem gera ansiedade em adultos imagine nos pequenos. Então minha sugestão é: aproveite esse tempo junto com com seu filho para brincar e se divertir. Algumas das minhas sugestões vão te fazer relembrar as viagens em família em que você era a criança.

Sempre penso em o que fazer durante a viagem porque ler, desenhar e usar jogos eletrônicos cansam meus olhos e as vezes fico enjoada. Assim, brincar com as crianças me diverte e temos a sensação que o tempo passa mais rápido.

Veja abaixo as ideias de brincadeiras e passatempos que precisam apenas de um líder animado e criatividade.

Adedonha (também conhecido como Stop)

Decida com os jogadores do que vai se tratar cada rodada, por exemplo: nome de animal, objeto, cidade, fruta e etc. Cada jogador coloca uma determinada quantidade de dedos e o líder soletra o abecedário para saber que letra vai dar. Cada um fala uma palavra do tema com a letra que saiu.

Para as crianças que ainda não sabem ler, troque as letras por cores. Cada rodada pode ser um tema que seja de tal cor, como frutas amarelas ou objetos vermelhos e por aí vai.

Quem sou eu?

Essa ideia de passatempo você pode fazer até em fila de banco.

Um participante assume o papel que quiser, pode ser qualquer coisa, pessoa, objeto ou alimento. Depois de repetir “Quem sou eu?” começa a dar dicas sobre o papel assumido, primeiro genéricas e depois mais específicas a medida que os outros jogadores vão solicitando, até que alguém acerte o que foi descrito. Quem acertou é o próximo.

Qual é a música?

Tem duas formas de jogar. Primeiro, um dos jogadores cantarola ou assovia uma música para os outros participantes e eles devem adivinhar qual é a música.

Outra maneira é um dos participantes pensar em uma música e dizer uma palavra que tenha nela. Os outros tem de cantar a música ou outra que tenha a palavra sugerida.

Olho vivo

É uma boa atividade para quando passamos por alguma cidade. Os jogadores devem ficar atentos ao lugar enquanto o líder descreve algo que está vendo. Quem apontar e falar o que é, será o próximo a descrever.

Histórias improvisadas

A brincadeira é construir uma história com as coisas ou paisagens que se vê pela janela do carro. Um dos jogadores começa dizendo, por exemplo, “Era uma vez um boi …” O outro jogador tem que continuar a história “Era uma vez um boi, no meio de um pasto …” E assim segue a brincadeira até que não se tenha mais nada do que falar ou quando a história estiver muito comprida e precisar de um fim.

Malu Naves
Editora do Blog Com Filhos por aí!
www.comfilhosporai.com.br

Autoria de Mari Oliveira
Sou mãe, esposa, filha e irmã off-line. Tradutora, fã dos Beatles e mãe de primeira viagem on-line. No dia 13 de maio de 2011, ouvi Maria Betânia cantar e o obstetra repetir: “Você verá que a emoção começa agora”. Eles estavam certos!