Melhores textos sobre maternidade

Melhores textos sobre maternidade

Todo mês, separamos aqui os melhores textos sobre maternidade que encontramos em nossas andanças pela rede. No mês de fevereiro de 2016, os textos que mais chamaram a nossa atenção foram estes:

As Crianças Amadas Se Tornam Adultos Que Sabem Amar, por Revista Pazes. “Se alimentarmos as crianças com amor, os medos morrerão de fome. As amostras de carinho e afeto elevam a autoestima das crianças e as ajudam a construir uma personalidade emocionalmente adaptada e inteligente. Ou seja, o nosso amor as ajuda a lidar com os medos naturais que surgem nas diferentes idades, fomentando um grau de sensibilidade saudável. As crianças têm uma confiança natural em si mesmas. De fato, nos surpreende que frente a desvantagens insuperáveis e fracassos repetidos elas não desistam. A persistência, o otimismo, a automotivação e o entusiasmo são qualidades inatas das crianças. Perceber isso nos ajuda a sermos conscientes do quão importante é amarmos nossos filhos e educá-los em relação ao respeito, empatia, expressão e compreensão dos sentimentos, controle da impaciência, capacidade de adaptação, amabilidade e independência.”

Para as sogras, com todo amor, por Gabriela Valente. “O pós parto das mulheres não é a hora para que as sogras saquem do armário toda sua sede de competição e vingança para com a mulher que roubou seu filho pródigo. Neste registro, todos saem perdendo: as mulheres, noras e sogras, o filho e os netos. Cabe às mulheres mais experientes e não fragilizadas pela experiência recente de um parto trazerem para esta relação e convivência sua calma e generosidade, sua doçura e suavidade feminina, sua empatia silenciosa e celebrativa. Você não acaba de virar avó. Você acaba de presenciar uma mãe virar mãe. Você tem muitos anos para construir a sua relação de avó com seu neto, que não por acaso é um parentesco de segundo grau. Aquela mãe tem uma hora para dar início a uma amamentação, se não o fizer o instinto de sucção do bebê pode diminuir e os dois podem ser prejudicados. Sacou a prioridade?”

Autoria de Mari Oliveira
Sou mãe, esposa, filha e irmã off-line. Tradutora, fã dos Beatles e mãe de primeira viagem on-line. No dia 13 de maio de 2011, ouvi Maria Betânia cantar e o obstetra repetir: “Você verá que a emoção começa agora”. Eles estavam certos!