Economia, Organização, Para a família, Para Mamães, Para Papais

Como economizar na compra do material escolar

Como economizar na compra do material escolar

Como economizar na compra do material escolar

Ainda estamos em mês de férias escolares, mas muitos de nós já estamos com a lista de material escolar nas mãos. O texto de hoje é mais uma parceria com as meninas do site Mamãe Prática e traz dicas de como economizar nesta compra, que normalmente é bastante grande e dispendiosa.

1) Faça as compras em conjunto com outros pais, o que dá maior chance para negociar preços menores. Para isso, basta juntar duas ou três famílias com filhos nas mesmas séries.

2) Levante todo o material escolar que sobrou do ano passado, separando o que pode ser reaproveitado ou não.

3) Troque livros didáticos com alunos de outras séries, o que pode representar grande economia no seu orçamento. Caso não possa trocar, doe o material para jovens de famílias carentes.

4) Veja a possibilidade de comprar somente o material do 1º semestre, isso pode lhe trazer uma boa economia e menor desembolso de dinheiro.

5) Não se deixe levar pelos desejos dos seus filhos, que podem ser influenciados pelos amigos e pelo marketing publicitário, querendo produtos da moda e com imagens de artistas ou personagens de sucesso, o que faz com que os preços desses produtos fiquem mais caros. Para evitar ceder a esses impulsos, tenha em mãos uma lista do que é realmente necessário e converse com seus filhos para que entendam a diferença e a utilidade dos materiais.

6) Na hora da compra, busque a melhor opção de pagamento. Para isso, a disciplina é fundamental, seguindo todo um ritual de compra, com uma boa abordagem, para que a obtenção do melhor preço ocorra de forma segura e inteligente. Sempre faça a pergunta: quanto custa este produto à vista?

7) Existem diversas formas de abordar um vendedor, mas algumas dicas são interessantes: escolha bem a marca do produto; pesquise o preço na internet e em pelo menos três lugares presenciais; negocie a vista e pague a prazo, mas as prestações devem caber no seu orçamento mensal futuro; seja cordial com o vendedor, pergunte seu nome e cumprimente-o, pois certamente ele lhe ajudará na negociação.

8) Veja se vale a pena comprar pela Internet. Existem casos em que o preço das lojas virtuais cobre o das lojas de rua e de shopping, pois estas têm custos de marketing, locação, funcionário, ou seja, custos fixos e variáveis. Já as lojas eletrônicas só têm o custo do produto e da logística para entrega. O único problema é que o prazo de entrega pode ser maior, por isso, é preciso comprar com maior antecedência.

9) Recicle materiais. Além de ser uma forma de economizar também desenvolve o lado lúdico das crianças. Basta pegar os materiais mais desgastados e dar a eles uma nova vida, juntar folhas de cadernos usados, construir uma capa nova etc.

Mais dicas para o início das aulas:

  • Compre em atacados os produtos para o lanche e economize na merenda escolar, lembrando a preocupação com a escolha de produtos saudáveis. Ensine seu filho a comprar somente o necessário e a não desperdiçar.
  • Antes de negociar com as vans para levar os filhos na escola, veja se não existe a possibilidade de um revezamento com pais que moram na mesma área ou condomínio. Costuma ser muito divertido e cria uma relação de comunidade mais sólida. Caso não seja possível, pesquise os valores das vans e negocie, checando se estão regularizadas.

Fonte: DSOP Educação Financeira

Comente!