Festival Primeiro Olhar

Festival Primeiro Olhar

II Festival Primeiro Olhar em Brasília

Quem acha que teatro é para iniciados não conhece o trabalho desenvolvido por companhias que se dedicam especificamente a encantar bebês e crianças da primeira infância. São grupos teatrais que atuam nesta área em todo o mundo e que agora chegam a Brasília para participar do II FESTIVAL PRIMEIRO OLHAR DF – Festival Internacional de Teatro para a Primeira Infância, que acontece de 17 de agosto a 13 de setembro, integrando-se à programação do Festival Cena Contemporânea. Ao longo de quatro semanas, será possível assistir a espetáculos e participar de oficinas, ministradas por diferentes profissionais, de países como França, Portugal e Espanha e cidades brasileiras – Brasília e São Paulo.

PROGRAMAÇÃO:

OFICINAS:

OFICINA MÚSICA EM FRALDAS – PAULO LAMEIRO (PORTUGAL) – INSCRIÇÕES ABERTAS
17 a 23 de agosto de 2015
Público-alvo: Um espaço de reflexão e formação aberto a 25 profissionais das áreas de Música e Dança interessados no trabalho pedagógico e performativo para a primeira infância. Além de percorrer repertórios vocais e instrumentais para trabalhar com bebês, a oficina proporcionará ferramentas de trabalho que estimulem a criatividade artística desde a primeira infância. O resultado do trabalho, executado pelos artistas participantes da formação, será oferecido ao público de pais e bebês.
Vagas: 20 músicos / 05 bailarinos
Preço (simbólico): R$20
Atividades com grupos de bebês:
Datas: 17 e 18 de agosto, das 10h às 12h
Apresentações do resultado das oficinas pelos artistas participantes das oficinas para grupos de 25 pais e bebês:
Datas: 22 e 23 de agosto, às 10h, 11h30, 15h e 17h
Local: Sala II do Museu da República (Esplanada dos Ministérios)
Inscrições: Enviar C.V. e carta de apresentação para o e-mail fernandacabralweb@gmail.com.
Mais informações: Carlos Laredo e Clarice Cardel
E-mail: carlos@lacasaincierta.com
Telefone: (61) 3468-7677

OFICINA BRINCANDO COM O INVISÍVEL, COM A CIA. LA CASA INCIERTA (BRASÍLIA/ESPANHA)
Um sussurro poético que convoca os laços invisíveis do vínculo entre pais e filhos, através da poesia, da música e da imaginação.
Entre os dias 18 e 21, as aulas serão oferecidas na Sala 2 do Museu Nacional da República para um público de pais e crianças com transtorno de vínculo (grupo fechado).
Local: Sala II do Museu da República
No dia 25, a oficina acontece na Colmeia (Penitenciária Feminina) entre mães presidiarias e seus bebês.

OFICINA REFLEXOS COM AGNÈS DESFOSSES (FRANÇA)
O jogo lúdico e dramático da identidade refletido em espelhos e papéis.
Datas: Dias 31 de agosto e 8 de setembro
Local: Creche Tia Angelina (Varjão)

ESPETÁCULOS:
PANAPANA, COM O GRUPO CELEIRO DAS ANTAS (BRASÍLIA)
Data: 29 e 30 de agosto, às 11h e às 15h
Local: Sala II, do Museu da República

A GEOMETRIA DOS SONHOS, COM A CIA. LA CASA INCIERTA (BRASÍLIA/ ESPANHA)
Datas: Dias 1º, 2 e 4 de setembro, às 16h e às 17h (para público de creches) e dias 5, 6 e 7 de setembro, às 11h e 15h (aberto para público familiar)
Local: Auditório I do Museu da República

ACHADOUROS, COM CAÍSA TIBURCIO, NARA FARIA E JOSÉ REGINO (BRASÍLIA)
Datas: Dias 3 e 4 de setembro, às 9h30 e 10h30
Local: Creche Tia Angelina (Varjão)

MÚSICA NAS INCUBADORAS, COM FERNANDA CABRAL (BRASÍLIA)
Data: 9 de setembro, às 15 h
Local: Hospital Materno Infantil de Brasília

BAILARINA, COM O GRUPO SOBREVENTO (SÃO PAULO)
Datas: Dias 9 e 10 de setembro, às 9h30 e 10h30
Local: Creche Cantinho do Girassol (Ceilândia)

INGRESSOS:
Museu da República: R$10 (adulto) e R$5 (infantil) e aberta ao público. Os ingressos estarão à venda 1h antes da atividade. O público é limitado a 40 crianças e 60 adultos por apresentação.

Oficina Música em Fraldas: R$ 20 por participante. A seleção será feita através de envio de currículo para o e-mail fernandacabralweb@gmail.com.

Atividades nas creches, hospital e oficinas: gratuitas.

Informações: casa@lacasaincierta.com.

Autoria de Mari Oliveira
Sou mãe, esposa, filha e irmã off-line. Tradutora, fã dos Beatles e mãe de primeira viagem on-line. No dia 13 de maio de 2011, ouvi Maria Betânia cantar e o obstetra repetir: “Você verá que a emoção começa agora”. Eles estavam certos!