remédio-para-vermes

Imagem ShutterStock. Cópia não autorizada. Criança tomando remédios.

Remédio para vermes

Saiba quando os pequenos podem ingerir os vermífugos e quais os cuidados ao oferecê-los

Dar vermífugo para as crianças ou não? Quando? Como? Essas dúvidas são frequentes e valem post.

É comum ouvir (principalmente dos avós) a antiga recomendação: “tomar vermífugo uma vez por ano é bom”.

No entanto, o tradicional conselho das vovós, hoje, divide a opinião de médicos. Enquanto uns recomendam o uso apenas em caso de diagnóstico de verminose, outros defendem o uso do medicamento como medida preventiva.

Alguns médicos (e pediatras) defendem que o tratamento com vermífugo só é indicado para pacientes com diagnóstico de parasitose comprovado por exame ou para pacientes com parasitasse clínica, que apresentam sintomas como dores na barriga, diarreia, fraqueza ou início de anemia.

Quando se trata de crianças, no entanto, alguns pediatras, adotam uma conduta preventiva e receitam vermífugos às crianças, ainda que elas não tenham apresentado sintomas de parasitose, uma vez que essas levam com facilidade mãos sujas à boca, o que é uma das formas de contaminação.

Há uma orientação da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre a frequência ideal para uso de vermífugos: a OMS recomenda tratamento anual em áreas onde a prevalência de parasitoses intestinais estejam entre 20 a 50% e tratamento a cada seis meses em áreas onde a prevalência chega a mais de 50%”.

Não existe, porém, idade correta para início dos tratamentos com vermífugos. Isto depende da decisão do pediatra, que deverá prescrever qual o vermífugo ideal para o pequeno, a dosagem, o período do tratamento e também quando (e se) o mesmo deverá ser repetido.

“Os vermífugos vão tratar vermes intestinais e isto pode provocar melhora de ganho de peso e crescimento quando a criança apresenta distúrbios nutricionais provocados por parasitose intestinal”, explica José Gabel, secretário do Departamento de Pediatria Ambulatorial e Cuidados Primários da Sociedade de Pediatria de São Paulo, consultado pelo site BebêMamãe

DICA: se uma pessoa da casa fizer o tratamento com remédios para vermes e as outras pessoas não participarem, inclusive a funcionária doméstica e/ou babá, você cria um novo ciclo da doença no ambiente. Por isso, o ideal é que todos tomem.

Fonte: Blog BebêMamãe

Autoria de Iza Garcia
"Já quis ser 'médica de criança', pipoqueira e costureira. Cursei inglês, italiano, castelhano, mas só falo português. Fiz Direito e Ciência Política, e curto ser blogueira. Desde 11/10/2010 sou "MÃE DA BRUNA" e realizada ao descobrir algo p/ ser a vida inteira".