TABELA NESTLE

Imagem ShutterStock. Criança tomando leite. Cópia não autorizada.

É indiscutível: o leite materno é o melhor alimento para bebês. Ele tem a composição nutricional perfeita para as necessidades do bebê, além de ser gratuito e na temperatura ideal.

Mas na impossibilidade do aleitamento materno, é necessário se oferecer todos os nutrientes importantes para o crescimento e desenvolvimento do bebê e hoje existem diversos tipos de fórmulas infantis que cumprem esse papel.

A orientação deve vir sempre através do Pediatra ou Nutricionista que acompanha a criança, levando em conta o estado de saúde da criança, a idade, a necessidade alimentar, assim como o custo.

Para colaborar com essa escolha, nós montamos, com a colaboração da Dra. Lara Garcia, nutricionista em Brasília, uma tabela com a diferença entre as fórmulas infantis do mercado:

qual-a-diferença-entre-as-fórmulas

DHA e ARA* – Gorduras que são importantes para o desenvolvimento visual e cerebral do lactente;
Quantidade e qualidade de proteína + próximo do leite materno importante para o crescimento e desenvolvimento adequado – Apenas 1 marca do mercado possui este benefício
Nucleotídeos – Contribui para a recuperação das vilosidades e melhora da integridade da mucosa A fórmula 1 atende as necessidades nutricionais dos bebês de 0 a 06 meses.

 

E qual é a diferença entre fórmula 1, 2 e 3?

A fórmula 1 atende as necessidades nutricionais dos bebês de 0 a 06 meses.

A fórmula 2 atende as necessidades nutricionais dos bebês a partir dos 06 meses.

A fórmula 3 atende as necessidades nutricionais dos bebês a partir dos 10 meses.

IMPORTANTE: estas informações aparecem na lata do produto.

Autoria de Iza Garcia
"Já quis ser 'médica de criança', pipoqueira e costureira. Cursei inglês, italiano, castelhano, mas só falo português. Fiz Direito e Ciência Política, e curto ser blogueira. Desde 11/10/2010 sou "MÃE DA BRUNA" e realizada ao descobrir algo p/ ser a vida inteira".