fotoizalivrocolorir

foto 1 (2)

Os livros de colorir para adultos invadiram as redes sociais e rapidamente viraram febre mundial!

Eu também tenho um Jardim Secreto e uma Floresta Encantada (foto acima) para chamar de meus e estou en-can-ta-da com todas as possibilidades de cores e misturas dessa atividade, e de como ela realmente é relaxante! As crianças também vão amar a brincadeira porque os desenhos são lúdicos e existe a brincadeira de procurar figuras ao longo do livro, o que trabalha a concentração e é bastante divertido.

foto 4

Eu e Bruna #aos4 colorindo nossos livros.

A promessa do livro-sensação é que a atividade de colorir ajuda a diminuir o estresse e a ansiedade. E a proposta é trocar momentos online por esse detox virtual antiestresse, que funciona mesmo! 

foto 2

foto 3Foi uma sacada genial da ilustradora britânica Johanna Basford, autora dos dois livros mencionados. 100 mil exemplares do primeiro (Jardim) já foram vendidos no Brasil desde dezembro e esta versão está esgotadíssima. O segundo exemplar é mais fácil de achar e aí, resta a busca também difícil pelas coleções de lápis de cor acima de 36 cores (aquareláveis ou não), já que o sucesso do livro fez esgotar os lápis também.

E quem se apaixonar (como eu) por esse novo hobby (ou terapia ocupacional), vai gostar de saber que existem muitos outros modelos de livros de colorir para adultos.

A seguir, uma entrevista recente da Johanna Basford para o jornal O Globo:

O que você acha de uma atividade completamente analógica fazer sucesso num mundo tão conectado?

Acredito que nesse mundo digital uma atividade analógica livre de telas e wi-fi é um alívio para muitos de nós. É a chance de desplugar e se deliciar em uma atividade sem a distração de uma conversa de Twitter, atualizações de status ou novos e-mails chegando. Acho que um livro de colorir oferece um detox digital para essa geração cansada de ver tudo por telas.

Com que frequência você desenha?

Todos os dias! Pode ser um rabisco em um post-it ou um grande desenho no estúdio, mas um dia sem desenhar seria o mais estranho.

Como você se sente em saber que tantas pessoas no mundo estão relaxando por causa da sua arte?

Não comecei com isso intencionalmente, só queria compartilhar algo que eu amo e que trouxe tranquilidade e alegria para a minha vida. Fico emocionada em ver como os livros foram tão bem recebidos. Não tinha ideia se venderíamos algum exemplar ou até mesmo se a moda dos adultos colorindo pegaria. Talvez fosse só uma ideia boba que ninguém mais gostasse.

Muitas pessoas relaxam pintando seus livros, outras não têm paciência para completar o desenho. Algum conselho?

Acho que se o livro é seu, você deve usá-lo do jeito que gostar. Se não quer gastar uma hora colorindo, então não gaste. A alegria de colorir é que não há regras, é a sua chance de ser criativo. Diria para não ficar na busca pela perfeição. Você não tem nem que pintar todo o desenho. Às vezes algum espaço em branco ou a simplicidade do contorno são um contraste bem-vindo às áreas densamente coloridas.

[DAQUI]

Autoria de Iza Garcia
"Já quis ser 'médica de criança', pipoqueira e costureira. Cursei inglês, italiano, castelhano, mas só falo português. Fiz Direito e Ciência Política, e curto ser blogueira. Desde 11/10/2010 sou "MÃE DA BRUNA" e realizada ao descobrir algo p/ ser a vida inteira".