ccb1d57d7fa17c6bec423ffcabba9cd6

ccb1d57d7fa17c6bec423ffcabba9cd6

Foto: Wellington Nemeth

Caixas, potes, tijolos, cordas, tecidos, argila, canos, entulho de construção civil, cadeiras de balanço e outros materiais estão entre os itens utilizados pela artista carioca Maria Nepomuceno nesta instalação. Em cartaz no Espaço Cultural Marcantonio Vilaça até o dia 16 de maio, O Grande Espiral apresenta um colorido universo orgânico. O som de uma respiração ecoado por potes de argila completa o cenário deste trabalho, sem ponto de partida ou de chegada, que desperta a curiosidade dos visitantes. Aproveitando-se disso, o programa educativo do espaço propõe à garotada uma experiência diferente. Por meio de contação de histórias e atividades lúdicas, que exploram as minúcias da obra, os mediadores transformam uma simples visita em uma grande descoberta sensorial. As crianças são convidadas a tocar em pequenas peças azuis, dispostas em um cesto artesanal, e podem ainda se balançar em três cadeiras situadas em pontos diferentes do ambiente. Para participar do programa, basta procurar por um educador na galeria. As escolas interessadas precisam agendar horário.

SERVIÇO

O Grande Espiral – até 16/05
Espaço Cultural Marcantonio Vilaça – Setor de Administração Federal Sul, quadra 4, lote 1, Tribunal de Contas da União
Telefone: 3316-5221
De segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 14h às 18h.
Classificação indicativa livre
Entrada franca

[Fonte]

 

Autoria de Mari Oliveira
Sou mãe, esposa, filha e irmã off-line. Tradutora, fã dos Beatles e mãe de primeira viagem on-line. No dia 13 de maio de 2011, ouvi Maria Betânia cantar e o obstetra repetir: “Você verá que a emoção começa agora”. Eles estavam certos!