402647_1280x720

402647_1280x720

Uma análise de Paula Romano, do site Update or Die.

Contos de fadas tem uma função maior do que apenas entreter. Eles tem o poder de transmitir valores culturais que passam de geração para geração.

Nessas fábulas, o herói sempre precisa passar por provações, mortes, abusos e sofrimento até triunfar e atingir o ápice. Isso, sempre enfatizando uma ideia maior do que o simples “viveram felizes para sempre”.

E por isso eles são tão importantes.

Em Cinderella, a ideia é a seguinte: Stay brave and be kind (Permaneça corajoso e gentil).

Cinderella é um dos contos mais conhecidos da humanidade e foi escrito em 1697 por Charles Perrault.

A história você conhece: uma doce menina perde a mãe muito jovem, seu pai casa-se novamente com uma mulher maldosa e ela ganha duas irmãs postiças, que, após a morte de seu pai e junto da madrasta, farão de sua vida um inferno. E é aí que o ideal e as provações de Cinderella entram em questão.

Pois, por mais que ela esteja na pior situação possível, tudo pode melhorar se ela se manter forte e gentil. Seja para conversar com um cavalheiro na floresta ou amparar uma senhora com fome.

Quando Cinderella encontra a salvação através da fada madrinha, ela está em seu pior momento, e ela não encontra uma fada maravilhosa prestes a ajudá-la, mas uma mulher maltrapilha pedindo por comida.

E ela por um minuto esquece as suas amarguras e ajuda quem está precisando.

Este é o ponto minha gente: seja gentil.

Não é mentira quando o profeta disse que gentileza gera gentileza. Porque é disso que o mundo precisa.

Por mais que você já tenha tido contato com a história de Cinderella de várias maneiras, seja em animação, livros ou em releituras em live-action, esta é uma fábula que emociona porque a mensagem é muito valiosa.

Antes de magia e sapato de cristal, estamos falando de amor; de oferecer o bem sem olhar a quem. E essa é uma mensagem que merece ser repetida milhares e milhares de vezes, por milhares e milhares de anos.

Porque ser bom não faz bem somente a você. O sentimento flui como uma corrente que percorre muito além de ti… 

Autoria de Mari Oliveira
Sou mãe, esposa, filha e irmã off-line. Tradutora, fã dos Beatles e mãe de primeira viagem on-line. No dia 13 de maio de 2011, ouvi Maria Betânia cantar e o obstetra repetir: “Você verá que a emoção começa agora”. Eles estavam certos!