roteiro-baby-batizado-principe-george

E então o “Pequeno Príncipe” do século XXI foi batizado e as redes sociais ficaram ouriçadas com tudo, com as tradições, a mãe super elegante, o tal bolo congelado do casamento dos pais que foi servido no batizado do filho dois anos depois, e a roupa do pequeno George. “Ele foi batizado de vestido???” Não, gente, aquele traje não era um vestido. Era um mandrião, uma vestimenta tradicional de batismo, e que no caso faz parte da história da família real britânica desde 1841, quando a rainha Vitória encomendou o traje para o batizado de sua filha mais velha, também chamada Vitória. Reza a tradição que o mesmo mandrião seja usado por membros da família e o nome de cada criança fique registrado na roupa em forma de bordado. O príncipe Charles e o príncipe William, por exemplo, usaram o mesmo mandrião; por causa do desgaste da peça original o pequeno George usou uma réplica. [Fonte: Yahoo]

O mandrião é uma peça unissex, que pode ser usada tanto por meninas quanto meninos. A diferença é que, normalmente, os modelos das meninas são mais enfeitados, enquanto o mandrião dos meninos é mais limpo, possui menos detalhes. Enfim, é uma questão de gosto, de relíquia familiar  ou até mesmo a criação de uma nova tradição familiar (várias crianças da família serem batizadas com o mesmo traje), e de adaptação (aqui no Brasil faz muito calor, talvez um mandrião tão comprido deixe o bebê desconfortável…).

De consenso mesmo, só uma coisa: o mais tradicional é o bebê (menino ou menina) usar uma roupa branca, que representa a pureza. E uma dica: em algumas igrejas o bebê recebe uma benção com óleo no peito, então é bom pensar em uma roupa que seja fácil de desabotoar.

Fizemos uma seleção linda de roupinhas do portal Cogumellow, nosso parceiro, para inspirar as mamães que estão organizando o batizado de seus pequenos para breve.

Eu batizei a Júlia aos 7 meses, e antes do batizado fui madrinha de um casamento em Maceió, onde aproveitei para comprar uma roupa completa de renda renascença (AMO!) – vestido, touquinha e sapatinho – no Núcleo de Artesanato do Pontal da Barra, onde tem um polo de rendeiras e a roupa saiu muito em conta.

No portal Cogumellow, na categoria Batizado, há a opção de comprar mandriões, vestidos, touquinhas, sapatinhos e macacões para meninos em renda renascença:

roteiro-baby-vestido-renda-renascença

roteiro-baby-mandrião-renda-renascença

roteiro-baby-macacão-renda-renascença

roteiro-baby-touca-renascença

roteiro-baby-sapatinho-renascença

Há também outras opções de roupinhas brancas e lindas para meninos e meninas:

roteiro-baby-roupa-batizado-menino-iromababy roteiro-baby-conjunto-batizado roteiro-baby-roupa-batizado-menino-iromababy-2 roteiro-baby-vestido-batizado roteiro-baby-vestido-casinha-abelha

carimbo2_2_2

Autoria de Mari Oliveira
Sou mãe, esposa, filha e irmã off-line. Tradutora, fã dos Beatles e mãe de primeira viagem on-line. No dia 13 de maio de 2011, ouvi Maria Betânia cantar e o obstetra repetir: “Você verá que a emoção começa agora”. Eles estavam certos!