Consumo de junk-food pela grávida influencia preferências alimentares do bebê

A Dra. Lara Garcianutricionista em Brasília, compartilhou com este Roteiro Baby o resumo de um dos artigos científicos mais comentados e discutidos na área da nutrição materno-infantil da atualidade. Achei interessante postá-lo aqui para que todas as gestantes possam fazer as suas escolhas alimentares da forma mais consciente possível.

Consumo de Junk-Food pela grávida influencia preferências alimentares do descendente

Um estudo publicado recentemente no The FASEB Journal, sugere que a ingestão regular de Junk-Food (lanches ricos em sal, gorduras e açúcares) por gestantes pode alterar o desenvolvimento da sinalização opióide no cérebro dos fetos.

Essa alteração resulta em uma menor sensibilidade dos bebês aos opiódides que são liberados após o consumo destes alimentos pelas mães. Assim essa crianças nasceriam com uma maior tolerância a Junk-food e quando expostas a estes alimentos precisariam de comer maiores quantidades para alcançarem uma resposta de “satisfação”.

Preferências alimentares do bebê

Este estudo foi efetuado com crias de dois grupos de ratos, um dos quais foi alimentado com uma ração normal e outro com Junk-food, durante o período de gravides e lactação. Após o desmame, as crias receberam injeções diárias de um bloqueador do receptor opióide que bloqueia esta sinalização. Esse bloqueio reduz o consumo de gorduras e açúcar impedindo a liberação da dopamina.

Os resultados demonstram que o bloqueador do receptor opióide foi menos eficaz na redução da ingestão de gordura e de açúcar nas crias cujas mães foram alimentadas com junk- food, sugerindo assim que a via de sinalização opióide nessas crias é menos sensível do que nas crias cujas mães comeram uma ração padrão.

As conclusões deste estudo alertam para o efeito que a alimentação das gestantes tem no desenvolvimento das preferências dos seus descendentes ao longo da vida e no riscos de desenvolvimento de doenças metabólicas.

Gugusheff, J. R. et. Al. (2013) “A material junk-food diet reduces sensitivity to the opioid antagonist naloxone in offspringo postweaning”, The FASEB Journal, 2013, 27, 3, 1275-1284

DICA: vejam todas as super dicas de nutrição materno-infantil que a Dra. Lara Garcia já compartilhou conosco!

Autoria de Iza Garcia
"Já quis ser 'médica de criança', pipoqueira e costureira. Cursei inglês, italiano, castelhano, mas só falo português. Fiz Direito e Ciência Política, e curto ser blogueira. Desde 11/10/2010 sou "MÃE DA BRUNA" e realizada ao descobrir algo p/ ser a vida inteira".