46-Festival-de-Brasilia

Começou ontem, dia 17, a 46ª edição do Festival de Cinema de Brasília, e como todos os anos, as crianças não foram esquecidas! O Festivalzinho promete encantar as crianças com uma programação que inclui de filmes de animação a minióperas. Sempre às 10 horas da manhã, de hoje, dia 18, até o dia 23, no Cine Brasília, será possível assistir a filmes que apresentam o que de mais inovador se tem feito no cinema dedicado ao público infantil.

As apresentações acontecem também em diversos horários em escolas previamente agendadas de Águas Claras, Candangolândia, Ceilândia, Cruzeiro, Guará, Jardim Botânico, Lago Sul, Núcleo Bandeirante, Park Way, Riacho Fundo II, Samambaia, Sobradinho, Sobradinho II e Taguatinga.

No Cine Brasília, aberto ao público, as manhãs dos dias de semana, (18, 19, 20 e 23 de setembro) serão reservadas para O rei de uma nota só & A borboleta azul, de Carlos Del Pino (71min08, DF, 2013), adaptação de duas minióperas direcionadas ao público infanto-juvenil. A primeira, de temática política, apresenta a história de um Jovem Príncipe que luta contra o hábito de seu pai, o Rei, de promulgar leis absurdas. A segunda, de cunho ecológico, mostra crianças de uma escola que lutam contra a derrubada de um bosque que, segundo a lenda, é o habitat da Borboleta Azul. Classificação indicativa: livre.

E no final de semana, dias 21 e 22 de setembro, haverá uma ampla programação que inclui sete curtas-metragens de ficção e animação, numa parceria com a Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis. São produções de São Paulo, Pernambuco, Rio de Janeiro e Paraná, especialmente concebidas visando o público infantil.

SERVIÇO:
Festivalzinho – Mostra de filmes infantis do 46º- Festival de Cinema de Brasília
Programação completa do site oficial do Festival

{Fonte: Objeto Sim}

Autoria de Mari Oliveira
Sou mãe, esposa, filha e irmã off-line. Tradutora, fã dos Beatles e mãe de primeira viagem on-line. No dia 13 de maio de 2011, ouvi Maria Betânia cantar e o obstetra repetir: “Você verá que a emoção começa agora”. Eles estavam certos!