cozinhando-com-filhos

Como Embaixadora do Brincar pelo 2º ano consecutivo (orgulho!), participei nesta semana de mais uma dinâmica interessante da Fisher-Price, sobre a importância do brincar.

Fiz uma pergunta para uma das blogueiras envolvidas no projeto e respondi a Rose Misceno, do Blog Vida de Mãejestade, que me perguntou sobre as brincadeiras que proponho à minha filha Bruna nos dias que estou mais cansada.

Em seguida, a Teresa Ruas, especialista em desenvolvimento infantil e consultora da Fisher-Price teceu comentários sobre as minhas estratégias.

Considerando que esse diálogo equivale à dicas que podem ser úteis à vocês, compartilho:

Rose Misceno pergunta para Iza Garcia:

Iza, como mãe de menina sei que existem milhares de brincadeiras que as meninas curtem dentro de casa. Para aqueles dias de preguiça em que estamos sem pique para parquinhos ou outras brincadeiras ao ar livre, o que você sugere fazer? Que tipo de brincadeira é legal pros dias em que nós mamães estamos mais cansadas do que o normal?

Resposta:

Nos dias em que é preciso inventar brincadeiras em casa, costumo transformar tarefas do cotidiano em brincadeira: ligo música dentro do banheiro e transformo o “banho com a mamãe” numa matinê; entrego grãos de feijão pra filha e peço para ela “catar” enquanto eu faço o almoço; peço ajuda dela pra ela arrumar algo; invento uma receita que ela consiga participar (bolo, gelatina, suco de laranja no espremedor).

Bruna adora me ajudar, aprender e participar das minhas atividades e quando a convidamos a participar de algo da rotina, ela se sente importante e me ajuda a fazer as coisas com alegria.

Eu também guardo alguns brinquedos interessantes longe do alcance dela, para que ao oferecê-los, ela permaneça algum tempo interessada por eles. Isso funciona! Ao “ganhar de novo” um brinquedo que ela gostou e que há algum tempo não brincava, eu consigo mantê-la entretida e brincando sozinha por grandes períodos grandes de tempo.

Comentários de Teresa Ruas:

Tornar lúdica uma atividade prática diária é um caminho que sempre oriento aos pais. As crianças adoram participar e serem parceiras dos adultos, como a Iza bem sabe. É bonito ver como elas se sentem importantes e amadas e com a autoestima lá em cima, né?

Conseguir transformar uma vassoura em cavalo, um banho em uma animada matinê e/ou uma receita de bolo em um momento de descoberta e diversão é ótimo. Basta levar para o contexto da situação o lado criativo, transformador e lúdico do adulto e se divertir com as crianças!

 

Autoria de Iza Garcia
"Já quis ser 'médica de criança', pipoqueira e costureira. Cursei inglês, italiano, castelhano, mas só falo português. Fiz Direito e Ciência Política, e curto ser blogueira. Desde 11/10/2010 sou "MÃE DA BRUNA" e realizada ao descobrir algo p/ ser a vida inteira".