pascoa-com-chocolate-nao-da-espinha-5-168

Na gravidez e pós-parto eu fiz meu acompanhamento nutricional com a Lara Garcia. Tive a sorte da Júlia nunca ter tido refluxo, e também dei, com a ajuda da Lara, uma mãozinha pra essa sorte ao não consumir, até 0 3º mês de vida da minha filha, alimentos mais pesados, que pudessem aumentar o desconforto de um sistema digestivo imaturo e causar cólicas.

SÓ QUE… Eu sempre gostei de doces, e sempre batia aquela vontade IMENSA de comer um chocolatinho depois do almoço. Foi aí que a Lara me apresentou à alfarroba, o “chocolate vegetal”, que engana super bem (tem gosto de chocolate amargo, e se for feita ao leite, passa fácil por um Alpino) e dá cabo à “fissura”.

Com a proximidade da Páscoa, pedimos a ela mais dicas sobre a alfarroba para manter nossa intenção de oferecer poucos chocolates à Júlia e à Bruna, e repassar as sugestões às leitoras que estejam com a mesma intenção em relação aos seus filhos. Segue o que ela explicou sobre a alfarroba: 

Com a páscoa se aproximando muitas mães tem me perguntado sobre o consumo da alfarroba, conhecida como “ chocolate vegetal”.

A principal diferença entre as duas delícias é que a alfarroba não apresenta cacau e leite em sua composição, podendo ser consumida com segurança por crianças alérgicas à proteína do leite de vaca ou ainda por crianças que são intolerantes à lactose. Já o gosto é muito semelhante ao chocolate preto tradicional e chega a confundir muita gente.

Em termos calóricos, a alfarroba se iguala ao chocolate tradicional, as vantagens nutricionais verificadas dizem respeito ao seu perfil de gorduras; como a ausência do leite garante um teor reduzido de gorduras saturadas, crianças (e adultos) que apresentam aumento dos níveis de colesterol podem se beneficiar da substituição do chocolate tradicional pela alfarroba.

As mães que seguem em amamentação e que precisaram se privar do consumo de leite também se beneficiam do consumo da alfarroba.

A alfarroba é sim uma alternativa saudável para substituir o chocolate na alimentação das crianças com o perfil descrito acima, mas pode ser consumida com segurança por crianças saudáveis como mais uma opção de sobremesa saudável.

Para crianças saudáveis a minha sugestão é o consumo eventual e moderado de chocolate tradicional associado ao consumo de alfarroba, fazendo com que a criança se beneficie das propriedades nutricionais dos dois alimentos.

Vários fabricantes comercializam a alfarroba na forma de bombom recheado, tablete individual, barra e até em pó como alternativa ao achocolatado em pó tradicional. A loja Mundo Verde (Lago Sul e Brasília Shopping) comercializa a alfarroba da marca Carobhouse.

carimbo2_2

Fica a dica para as mães que buscam informações que favoreçam o equilíbrio nutricional.

Feliz páscoa !!

Lara Garcia

Autoria de Mari Oliveira

Sou mãe, esposa, filha e irmã off-line.
Tradutora, fã dos Beatles e mãe de primeira viagem on-line.
No dia 13 de maio de 2011, ouvi Maria Betânia cantar e o obstetra repetir: “Você verá que a emoção começa agora”.
Eles estavam certos!