Atendendo aos pedidos de mais dicas sobre alimentos saudáveis e práticos para os lanches e lancheiras escolares das crianças, pedi para a Dra. Lara Garcia, nutricionista em Brasília, falar um pouco sobre os sucos de caixinha.

Muitas mães consideram obrigatória a inclusão de um suco de caixinha na lancheira, por exemplo, e as considerações da nutricionista colabora deste site prova que o suco é desaconselhável no acompanhamento das refeições e, não sendo possível evitá-lo, suco de fruta ou água é a melhor opção, em substituição aos suquinhos NADA saudáveis!

Com a palavra, a Dra. Lara Garcia:

“A indústria de alimentos tem se aproveitado bem da busca das mães por alimentos mais saudáveis para seus filhos. Alguns produtos industrializados são realmente bem-vindos nas lancheiras (e falaremos mais deles em posts futuros), mas outros, apesar de contarem com rótulos aparentemente inofensivos, não são ideais para uma dieta saudável.

Os sucos industrializados (caixinha, garrafinha, pó, etc), por exemplo, não devem ser consumidos por crianças (nem por adultos, eu diria). Absolutamente todos esses sucos apresentam redução do teor de nutrientes, além da adição de um ou mais aditivos químicos como corantes, aromatizantes e/ou conservantes. Todos os sucos que são comercializados em embalagens tetra pack (caixinha), por sua vez, são submetidos à altas temperaturas durante o processo de pasteurização, o que implica dizer que nutrientes importantes como vitaminas do complexo B e vitamina C são eliminados.

Muitos fabricantes, de olho nesse inconveniente, no entanto, adicionam vitaminas sintéticas aos sucos visando melhorar a sua composição, mas é importante lembrar que a absorção de nutrientes sintéticos é reduzida quando comparada com a absorção do nutriente natural presente em sucos naturais.

Fabricantes de sucos que foram recentemente lançados, referindo que os mesmos não apresentam “nada de conservantes”, nos fazem pensar que estamos ingerindo um suco saudável. Mas não é bem assim. Na verdade esses sucos apresentam aromatizantes sintéticos e ainda a adição de uma quantidade absurda de açúcar. Quando interpretamos o rótulo desses sucos percebemos que para cada copo de 200ml foi adicionado uma média de 2 colheres de sopa cheias de açúcar.

Grande parte dos sucos industrializados hoje apresentam em sua composição corantes como a tartrazina (INS102), o amaranto (INS123) e o conservante benzoato de sódio (INS211), o consumo regular e excessivo de tais corantes estão descritos na literatura científica como causadores de reações alérgicas, distúrbios de atenção e hiperatividade infantil.

Visando alertar e proteger o consumidor a vigilância sanitária exige que os fabricantes especifiquem o tipo de aditivo químico que consta no produto, mas infelizmente essa norma ainda não é cumprida por todos os fabricantes. Assim, o consumo de sucos artificias deve ser evitado e o consumo de sucos naturais estimulado.

Entre as opções de sucos que são industrializados temos o suco de uva integral sem adição de açúcar (garrafa de vidro). Assim como a grande maioria, este também é pasteurizado, porém este produto apresenta NÃO tem a adição de aditivos químicos e açúcar.

Já os sucos preparados com polpa de fruta congelada apresentam o inconveniente do processo de congelamento que elimina em média 20% dos nutrientes ali contidos. Devido às perdas nutricionais decorrentes do processo de congelamento desaconselho o uso de sucos à base de polpa de fruta congelada para bebês menores que 2 aninhos.

Para preservação máxima dos nutrientes do suco fresco o ideal é que ele seja consumido até 1 hora após seu preparo. Se isso não for possível, mesmo considerando as perdas nutricionais esta opção ainda é a melhor, pois a maior parte dos nutrientes ainda estará ali.

Vale lembrar que a ingestão de líquidos durante as refeições dilui o conteúdo enzimático do suco gástrico comprometendo a digestão dos alimentos ingeridos. Portanto o ideal é que as refeições sejam acompanhadas pela fruta fresca amassada ou picada (sobremesa)”.

Serviço:
Dra. Lara Garcia – Nutricionista em Brasília
Consultório: (61)  3366-1821 ou 85681000 (secretária Lysian)
www.laragarcia.com.br
www.facebook.com/nutricionistalaragarcia

Autoria de Iza Garcia

“Já quis ser ‘médica de criança’, pipoqueira e costureira. Cursei inglês, italiano, castelhano, mas só falo português. Fiz Direito e Ciência Política, e curto ser blogueira. Desde 11/10/2010 sou “MÃE DA BRUNA” e realizada ao descobrir algo p/ ser a vida inteira”.