Alimentação, Dra. Lara Garcia, Saúde

Suco de caixinha NÃO é saudável

 

Atendendo aos pedidos de mais dicas sobre alimentos saudáveis e práticos para os lanches e lancheiras escolares das crianças, pedi para a Dra. Lara Garcia, nutricionista em Brasília, falar um pouco sobre os sucos de caixinha.

Muitas mães consideram obrigatória a inclusão de um suco de caixinha na lancheira, por exemplo, e as considerações da nutricionista colabora deste site prova que o suco é desaconselhável no acompanhamento das refeições e, não sendo possível evitá-lo, suco de fruta ou água é a melhor opção, em substituição aos suquinhos NADA saudáveis!

Com a palavra, a Dra. Lara Garcia:

“A indústria de alimentos tem se aproveitado bem da busca das mães por alimentos mais saudáveis para seus filhos. Alguns produtos industrializados são realmente bem-vindos nas lancheiras (e falaremos mais deles em posts futuros), mas outros, apesar de contarem com rótulos aparentemente inofensivos, não são ideais para uma dieta saudável.

Os sucos industrializados (caixinha, garrafinha, pó, etc), por exemplo, não devem ser consumidos por crianças (nem por adultos, eu diria). Absolutamente todos esses sucos apresentam redução do teor de nutrientes, além da adição de um ou mais aditivos químicos como corantes, aromatizantes e/ou conservantes. Todos os sucos que são comercializados em embalagens tetra pack (caixinha), por sua vez, são submetidos à altas temperaturas durante o processo de pasteurização, o que implica dizer que nutrientes importantes como vitaminas do complexo B e vitamina C são eliminados.

Muitos fabricantes, de olho nesse inconveniente, no entanto, adicionam vitaminas sintéticas aos sucos visando melhorar a sua composição, mas é importante lembrar que a absorção de nutrientes sintéticos é reduzida quando comparada com a absorção do nutriente natural presente em sucos naturais.

Fabricantes de sucos que foram recentemente lançados, referindo que os mesmos não apresentam “nada de conservantes”, nos fazem pensar que estamos ingerindo um suco saudável. Mas não é bem assim. Na verdade esses sucos apresentam aromatizantes sintéticos e ainda a adição de uma quantidade absurda de açúcar. Quando interpretamos o rótulo desses sucos percebemos que para cada copo de 200ml foi adicionado uma média de 2 colheres de sopa cheias de açúcar.

Grande parte dos sucos industrializados hoje apresentam em sua composição corantes como a tartrazina (INS102), o amaranto (INS123) e o conservante benzoato de sódio (INS211), o consumo regular e excessivo de tais corantes estão descritos na literatura científica como causadores de reações alérgicas, distúrbios de atenção e hiperatividade infantil.

Visando alertar e proteger o consumidor a vigilância sanitária exige que os fabricantes especifiquem o tipo de aditivo químico que consta no produto, mas infelizmente essa norma ainda não é cumprida por todos os fabricantes. Assim, o consumo de sucos artificias deve ser evitado e o consumo de sucos naturais estimulado.

Entre as opções de sucos que são industrializados temos o suco de uva integral sem adição de açúcar (garrafa de vidro). Assim como a grande maioria, este também é pasteurizado, porém este produto apresenta NÃO tem a adição de aditivos químicos e açúcar.

Já os sucos preparados com polpa de fruta congelada apresentam o inconveniente do processo de congelamento que elimina em média 20% dos nutrientes ali contidos. Devido às perdas nutricionais decorrentes do processo de congelamento desaconselho o uso de sucos à base de polpa de fruta congelada para bebês menores que 2 aninhos.

Para preservação máxima dos nutrientes do suco fresco o ideal é que ele seja consumido até 1 hora após seu preparo. Se isso não for possível, mesmo considerando as perdas nutricionais esta opção ainda é a melhor, pois a maior parte dos nutrientes ainda estará ali.

Vale lembrar que a ingestão de líquidos durante as refeições dilui o conteúdo enzimático do suco gástrico comprometendo a digestão dos alimentos ingeridos. Portanto o ideal é que as refeições sejam acompanhadas pela fruta fresca amassada ou picada (sobremesa)”.

Serviço:
Dra. Lara Garcia – Nutricionista em Brasília
Consultório: (61)  3366-1821 ou 85681000 (secretária Lysian)
www.laragarcia.com.br
www.facebook.com/nutricionistalaragarcia

15 Comentários

  1. Luciana

    3 de janeiro de 2013 at 08:01

    Meu pequeno tem 1 ano e dois meses, sempre damos suco de fruta natural por volta das 14h. Mas a noite, 30 minutos após o jantar, as vezes dou um pouco (em torno de 100ml) de suco ADES. Esses também são ruins? Tenho optado pelos de soja por achar ser uma opção melhor. E também é uma alternativa quando estamos na rua. Assim como biscoitinhos integrais.

  2. VIvianne

    3 de janeiro de 2013 at 08:08

    Uma opcao que eu uso eh o suco de uva natural integral, inclusive na opcao organico, aqueles que veem em garrafa. Na embalagem vem escrito que eh sem adicao de nada, apenas suco de uva. Como o sabor eh mais forte eu coloco um pouquinho de agua para suavizar e nem adiciono acucar. Fica uma delicia! Mas fica a pergunta, estou usando o produto correto? Ele eh mesmo saudavel?

  3. Ana Carolina

    3 de janeiro de 2013 at 09:13

    Eu concordo com tudo que foi escrito, me preocupo sim com isso.. mas quem nunca pensou na praticidade de um suco de caixinha e usou que atire a primeira pedra. Eu mudei o cardapio de sucos em casa, já usei de caixinha com mais frequencia. Hoje prefiro os de uva de garrafa e o de maça, de garrafa também (sem adição de acucar, conservante). Com frequencia compro a fruta e faço polpa, em casa (melhor que caixinha, certo?), porque obviamente existem mães que trabalham o dia todo (eu, no caso) e as vezes sim, parto pra praticidade. Agora, suco de caixinha todo dia, sempre, sem variação é um problema. Mas e de vez em quando? Naquela viagem de 4 horas? Ou naquele momento que vc não conseguiu ir no mercado e seu filho quer um suco? O que é muito, o que é aceitável? Que o suco fresco é o ideal, isso todo mundo sabe, mas quais são os limites de uso de um industrializado? Outra coisa, crianças de integral que precisam de suco no período da tarde. Quais as frutas que não oxidam (mudam de sabor) – porque sabemos que criança tem sensibilidade ao sabor, a cor dos alimentos. Agora dizer que polpa não deve ser usada pq perde 20% do nutrientes acho demais. Melhor polpa que suco industrializado, certo??

    1. Iza Garcia

      3 de janeiro de 2013 at 10:18

      Ana Carolina.
      Esse post é uma análise dos sucos disponíveis e deixa claro que polpa é “melhor” (mais saudável) que industrializado. Não sugerimos nada, apenas informamos para que você tome suas decisões e faça suas ponderações a respeito das proporções entre o mais saudável e o menos saudável mais consciente.
      Eu (Iza) também trabalho fora e também aproveito a praticidade dos industrializados quando isso é necessário ou inevitável. E como não é necessário oferecer suco junto com todas as refeições, minha filha não bebe suco de caixinha (pelo menos ainda). Ofereço frutas com bastante água (melancia, mexerica, laranja, abacaxi etc) após as refeições. E quando é preciso oferecer suco, ofereço o suco de uva, o suco natural, água de coco ou só água.
      Boa sorte por aí.

  4. Jac

    3 de janeiro de 2013 at 09:40

    Meninas estou na mesma duvida da Luciana? Meu filho hj com 2 anos e meio toma todos os dias o suco Ades ele adora e toma já a mas de um amo, pois na minha gravidez tomei muito tb indicado pelo medico e p/ ele o pediatra recomendou o de soja claro q sem exageros pois diz que tem hormônios e nesta fase a p/ as crianças nao eh legal… MAs ele muitas vezes recusa o natural e quando vê a caixinha fica todo feliz e corre p/ tomar…

    1. Iza Garcia

      4 de janeiro de 2013 at 12:40

      Jac, a resposta da Dra. Lara Garcia quanto aos sucos de soja em caixinha é a seguinte: “Se o consumo do suco industrializado for inevitável, a melhor opção entre todos os sucos industrializados são os sucos a base de soja. Essa categoria de sucos apresenta as propriedades antioxidantes e antiinflamatórias do grão de soja. Crianças com diagnóstico de alergia a proteína do leite de vaca não devem consumir alimentos derivados de soja em razão do seu potencial alergênico. Vale lembrar, no entanto, que os sucos industrializados a base de soja com freqüência apresentam os mesmos aditivos químicos que estão presentes nos sucos que não são a base de soja e geralmente apresentam tanto açúcar adicionado quanto os outros”.

      1. Jac

        4 de janeiro de 2013 at 13:23

        Obg Iza, mas resumindo… O de soja eh menos pior mas o ideal seria evitar o máximo tb… Eu coloquei uma meta de introduzir muitas opcoes de frutas no nosso cardapio diario para nos 2, e agora que já cortamos refrigerantes vou diminuir ao máximo o suco de soja então… Dando sempre a preferencia ao natural ate meu filhote aceitar e preferi- los… Valew bjs

  5. Karla

    3 de janeiro de 2013 at 12:15

    Eu já sabia que suco de caixinha era um veneno e evito ao máximo dar para a minha filha de 2 anos.
    A minha dúvida é sobre o suco natural para levar de lanche na escola. Não vai estragar desde o momento do preparo até a hora do lanche? Quais os sucos mais recomendados? Imagino que laranja e os outros com alto teor de vitamina C não sejam indicados. Ou isso é mito?
    Agradeço o carinho por nossos filhos com posts tão interessantes!

    1. Iza Garcia

      4 de janeiro de 2013 at 12:42

      Karla, como a Dra. Lara Garcia disse no post, o ideal é que o suco natural seja consumido até 1 hora após o preparo, para conservar os nutrientes. Mas, mesmo após esse período e com a perda mencionada, eles são mais saudáveis que os de caixinha. Mantenha o suco da lancheira em um recipiente térmico para que ele seja oferecido para a criança numa temperatura agradável e opte por eles. Boa sorte.

  6. ufa

    4 de janeiro de 2013 at 09:44

    Tem um suco de caixinha da Yakult, de maçã, que é só água e maçã.
    Não tem nem açucar, muito bom.

  7. Liliane

    4 de janeiro de 2013 at 13:25

    E os sucos “do bem”? Será que são realmente um pouco melhores? A Dra. Lara poderia falar um pouco a respeito? Obrigada

  8. Luciana

    4 de janeiro de 2013 at 19:47

    Oi, e a água de côco na caixinha, no rotulo diz que não tem aditivos. É uma opção? Minha filha adora levar suco para o lanche na escola, trabalho o dia todo, vivo procurando opções para evitar o bendito suco de uva em caixinha ( o preferido da turminha da escola). Outra pergunta, entre o suco de caixinha e o refrigerante nas festinhas, qual o menos pior? Minha filha não bebe refrigerante, mas agora nem sei se estou fazendo uma escolha tão boa assim.

    1. Carol

      29 de agosto de 2013 at 12:57

      Discordo, como nutricionista que o suco de caixinha não tenha valor. Sim, ele pode ser mandao no lanche uma vez ao dia sem prejuízos alimentares. Só escolham o suco que não tenha corantes, sim, ele existe e tudo está lá, escrito na caixinha, acho que hoje em dia estão criando um pânico desnecessário. Se a criança bebeu apenas um suco no lanche, não tem problemas. o suco natural é mais adeuqado, lógicamente! Mas não para enviar à escola. As Mães erroneamente, acham que é bacana, mas não é! Ninguém manda suco amargo para o filho, certo? Sim, as mães põe açúcar. Elas mesmas manuseiam o suco e tal, tudo na maior higiene. Nâo adianta! Depois de duas horas o suco oxida, perde os nutrientes e ainda podem estragar ou se contaminar com muitas, mas muitas bactérias. Então, o tal suco natural para nada serve. o que pode-se fazer, é comprar aqueles sucos pequenos naturais, o de uva, que vem na garrafa e é pasteurizado. Digo que a uva pasteurizada não perde todos os nutrientes. É a única versão saudável no mercado. Mas concordamos que a criança vai enfastiar de tanto suco de uva, não? Mandar suco congelado, mas tem que ser levado ao congelador assim que feito, depois mandar a garrafinha para a escola é uma solução. Mas aí entra outra história, a de que tem que ser sem açúcar. Há mães que colocam stévia, horrível para criança, seu sabor é fortíssimo. Açúcar mascavo oxida, muda o sabor, a cor e tb tem bactérias, pois é natural e cria facinho um montão de fungos, já olhei no laboratório. As melhores opções, digo as melhores, pois a incrivelmente boa ninguém sabe, é adoçar com açúcar demerara, o melhor do mercado, ou ainda um adoçante novo que pode ser usado por crianças sem causar males, dizem, claro! O chamado Sucralose. Existe um chamado Nidex! Fujam desse. Outra solução seria doçar com frutose, bem aceita pelos nutricionistas e pediatras, mas com um preço muito, muito salgado. E quando não é para todos, mesmo que seja no preço, acho que não é saudável!

    2. Luana

      29 de agosto de 2013 at 13:17

      Não há o completamente certo, cada uma faz de acordo com o que pode ou deseja. Suco natural é uma eca! Mandava para o meu filho e certa vez ele foi tomar o resto e estava completamente podre depois de 4 horas. Eles não sabem, só quando forem maiores que não pode beber o resto que sobra. O suco de caixinha é rico em açúcar, sódio etc… Corantes não tem muito a ver, tem muita opção sem nenhum. Meu filho toma o de soja e não tem corantes e nem conservantes, mas tem açúcar, bem menos e tb bem menos sódio. Evito em casa, dou quase sempre suco natural. Se tomar é uma ou duas vezes ao dia. Vejo mães dando suco de caixinha por água. O meu tb bebia bastante, sempre misturava com água por ser muito doce, mas até então não tinha essa neura toda. Os nutricionistas recomendavam. Mas como tudo, o que é bom hoje pode não ser amanhã. Existem sucos de caixinha considerados bons, mas é para rico, né? Então, que cada um sabe onde aperta o sapato. Melhor beber suco de caixinha do que comer lixo, como tantas crianças nessa vida. Quem quiser, quem puder, quem… faça, o futuro agradece.

  9. Lancheira infantil: dicas para organizar — Roteiro Baby

    12 de março de 2014 at 08:54

    […] que a Dra. Lara Garcia – nutricionista em Brasília, já deu dicas sobre sucos AQUI e AQUI no Roteiro Baby… e deixou claro que apesar do suco natural perder propriedades algum […]

Comente!