Minha mãe não quer seu conselho.

ATENÇÃO: a intenção deste post é falar de um tema espinhento com humor (um pouco ácido, ok, mas ainda assim humor). 

Quando nasce um bebê, nasce uma mãe e nascem também… um milhão de pitaqueiros! É incrível, mas tem dias que a gente fica oscilando entre responder no estilo “maluca-beleza” (só sorria que nem uma doida e concorde com tudo, quem sabe assim a pessoa para de falar), “tolerância zero” (voadora no peito!) ou “plaquinha de jurado” (dá vontade de já levar as respostas por escrito dentro da bolsa do bebê, e só levantar aquela pertinente à pergunta – que são todas, sempre, iguais!)

Mas espere, seus problemas acabaram! (hahaha, frase típica daquelas propagandas de Polishop!)

A Lígia Sena, autora do excelente blog de maternidade A Cientista que Virou Mãe, em parceria com a Bee Baby, criou camisetinhas e bodies com respostas providenciais para perguntas invasivas!

Por exemplo, se você, assim como eu, costuma ouvir:

Ela AINDA mama no peito?!? ou a variante Ainda sai leite desse peito seu?!? Mas o leite materno nessa idade que sua filha está já é fraco, é só “suquinho”!!

Resposta:

– Mas ela ainda acorda de noite pra mamar?!? Tem que cortar isso, faz mal!

Resposta:

 

– Ela dorme com vocês?!?!?! Na cama de vocês?!?! Xiiii… Mas que absurdo, tem que parar com isso, senão ela só sai da cama de vocês com 18 anos!!!

Resposta:

– Ah, deixa ela chorar até dormir, assim ela aprende a dormir sozinha!!

Resposta:

– Vixe, mas você carrega ela nesse pano aí?? A coitadinha vai ficar toda torta!!

Resposta:

Gostou? No blog da Cientista que Virou Mãe tem mais camisetinhas e bodies “atrevidinhos”. Vai  ver!

 

Autoria de Mari Oliveira
Sou mãe, esposa, filha e irmã off-line. Tradutora, fã dos Beatles e mãe de primeira viagem on-line. No dia 13 de maio de 2011, ouvi Maria Betânia cantar e o obstetra repetir: “Você verá que a emoção começa agora”. Eles estavam certos!