Minha filha Júlia teve uma introdução difícil aos alimentos sólidos – ela não gostava de nada que eu oferecia, nem doce nem salgado, não aceitava outro leite que não fosse o do peito, e levou mais de dois meses para comer de forma que eu considerasse que estava comendo bem. Nessa fase, eu tive o apoio da Dra. Lara Garcia no “mundo real” e da Thais Ventura no “mundo virtual” – embora ela só esteja sabendo disso agora!  No meu caso, foi a dupla de ouro: Lara me aconselhava (por e-mail, por telefone, sempre que eu precisei) quanto às consistências, quantidades e modos de preparar a comida da minha filha, e eu corria no blog da Thais para pegar as receitas e sugestões de cardápios semanais.

Acho que não estou exagerando ao dizer que Thais Ventura e seu site As Delícias do Dudu salvaram muitos bebês da comida pronta de potinho – tentação fácil para qual #euconfesso ter sucumbido algumas vezes quando nada adiantava com a Júlia… Desde que conheci o Delícias do Dudu, incorporei ao cardápio da minha filha muitas de suas receitas, que são sempre fáceis, práticas e rápidas de fazer (mesmo para quem não tem a menor intimidade com o fogão, como eu), sem contar super nutritivas e gostosas.

Quando começamos a tag da Bolsa da Mamãe aqui no Roteiro Baby, ela foi logo uma das primeiras que eu quis chamar, e adorei o fato de ter aceitado participar de cara.

Thais é carioca e mãe do Dudu, de 1 ano e 9 meses, e em 2012 seu site ficou entre os três melhores do país na categoria Gastronomia do Top Blog 2012. O que ela carrega na bolsa do Dudu?

A bolsa do Dudu é uma mochila do Phineas and Ferb, super prática. Como era de se esperar, tem sempre alimentos saudáveis. Thais conta: “Levo sempre um biscoitinho, que na maioria das vezes é da marca Jasmine, e frutas, porque ele é esfomeado e eu sou chata com produtos industrializados, então melhor prevenir do que remediar.” Para acompanhar os lanches, um copo com canudo, que vai sempre cheio com água ou suco.

Dudu já está desfraldando, mas quando eles saem, Thais ainda leva fralda (Soft Touch Max), lenço umedecido da Turma da Mônica, um trocador portátil (porque nunca sabemos quando vamos precisar trocar né? rs) e uma toalha de mão.
Além das fraldas, uma muda de roupa e um casaquinho, “Mesmo se estiver calor, rsrs!“, ela diz (confirmando a minha crença de que mãe é mãe e sempre acha que os filhos têm frio, hahaha! Também #soudessas.)
Na bolsa também tem carrinhos Hot Wheels e o Thomas de fricção, que o Dudu carrega pra onde vai…
Thais usa a mochila do Dudu pra carregar as coisas dela também, que hoje em dia se resumem à carteira (daquelas quadradas maiores), celular e chaves.
É isso! Olhem que bolsa prática? Um dia eu chego lá!
Thais, querida! Obrigada! ADORAMOS ter você aqui no Roteiro Baby!
 

Autoria de Mari Oliveira
Sou mãe, esposa, filha e irmã off-line. Tradutora, fã dos Beatles e mãe de primeira viagem on-line. No dia 13 de maio de 2011, ouvi Maria Betânia cantar e o obstetra repetir: “Você verá que a emoção começa agora”. Eles estavam certos!