Da mesma Diretora de “Doutores da Alegria” (Mara Mourão), “Quem se importa” é mais do que um documentário, é um movimento que inspira as pessoas a serem transformadoras.

“Entrevistei 18 líderes sociais de diversas partes do mundo e de diversas áreas de atuação. Conheci um Monge Budista Belga que treina ratos na Tanzânia para detectar minas terrestres e tuberculose. Uma educadora que está acabando com o bullying nas escolas do Canadá, ensinando empatia para as crianças. Um brasileiro que foi o primeiro a falar em inclusão digital e a levar computadores para favelas. Outro que era padre e virou banqueiro dos pobres. E tive a honra de conversar com Muhammad Yunus, criador do Grameen Bank e Prêmio Nobel da Paz, e com Bill Drayton, fundador da Ashoka, primeira organização a apoiar empreendedores sociais ao redor do mundo. (…) Um de nossos retratados afirma que qualquer pessoa pode ser um Empreendedor Social, não é nenhuma bênção divina, você não toma comprimido para virar empreendedor social. Você simplesmente se conscientiza do seu poder de transformação”.

 

São 18 histórias de vida de empreendedores sociais brasileiros e do mundo. A partir da ação destas pessoas com vontade de mudar a realidade, é possível gerar uma série de reflexões com os jovens.

Empreendedores sociais são aqueles que criam soluções inovadoras para as grandes questões ambientais e sociais, transformando a realidade e influenciando políticas públicas.

Uma excelente oportunidade de promover um debate com os adolescentes (em casa ou na escola), sobre o potencial que eles têm de transformar realidades sociais, ambientais, políticas e econômicas. É tão difícil  encontrarmos  bons exemplos para inspirá-los!

No site do movimento você encontra um guia com dicas, orientações, debates, sugestões de pesquisa, curiosidades e atividades para trabalhar com o conteúdo do filme dentro e fora da sala de aula. As histórias de vida relatadas, permitem aprofundar discussões, aprendizados e pesquisas a partir das soluções que os empreendedores sociais encontraram para problemas como bulliyng, evasão escolar, falta de noções básicas de saúde, tráfico de animais, miséria, entre outros.

Além do guia disponível para download, é possível ter acesso a sessões gratuitas para educadores, dicas de livros, sites e filmes. O objetivo do projeto educativo do longa metragem é “permitir que espaços formais e não formais de ensino possam incorporar os conteúdos do filme aos seus processos de aprendizado, apontando para novos caminhos de protagonizar um mundo melhor e, ainda, para novas formas de lidar com os desafios econômicos, políticos, sociais e ambientais do nosso tempo.”

O essencial é transmitir aos jovens que “não importa se você ajuda 4 ou 400 pessoas, o fundamental é ter esse sentimento de mudança e de valorização à vida”. O importante é se importar.

FONTE: Blog “A Escola Para a Vida”.

– – – – – – – – – – – – –

IMPORTANTE: Post escrito pela pedagoga Mariana Torres, educadora e escritora do Blog “A Escola para a Vida”, colaboradora do Blog Roteiro Baby.

Autoria de Iza Garcia
"Já quis ser 'médica de criança', pipoqueira e costureira. Cursei inglês, italiano, castelhano, mas só falo português. Fiz Direito e Ciência Política, e curto ser blogueira. Desde 11/10/2010 sou "MÃE DA BRUNA" e realizada ao descobrir algo p/ ser a vida inteira".