Sensibilidade não se aprende na escola, ela nasce e se desenvolve em casa, principalmente. Aprendemos a respeitar e nos importar com os outros através dos exemplos de nossos pais ou das figuras que os represente. Além de exemplos para inspirar, com os recursos que a tecnologia nos proporciona, é possível ter acesso a materiais preciosos para incentivar nossos filhos na prática do bem.

Quando nos importamos com os outros seres, espalhamos atos de bondade que “contaminam” tudo o que está à nossa volta. Como diz a famosa frase: “Gentileza gera gentileza”.

Na tentativa de divulgar esta ideia, a Life Vest Inside, uma organização americana sem fins lucrativos, criou o vídeo acima, já visto por mais de 4 milhões de pessoas. A missão da organização acredita que “Ao criar uma experiência excitante e acessível de bondade, nos tornaremos mais conscientes das oportunidades que nos cercam e reconheceremos nosso potencial para mudar o mundo, simplesmente mudando a nós mesmos”, a visão é de que “Ao viver gentilmente e acreditando no bem inerente de cada indivíduo, a mudança é possível!”.

Desenvolver a sensibilidade significa combater os problemas sociais e emocionais que assombram as crianças e jovens. Vícios, bullying, pressões dos colegas, são só alguns dos desafios que nossos filhos precisam enfrentar. Agir somente na consequência do problema não é suficiente, o essencial está na raiz, na essência de cada ser.

Ao cultivar e ensinar a bondade e a empatia, a autoestima consequentemente aumenta, isso quer dizer que, além da criança crescer respeitando o próximo, é menos provável que venha a ser influenciada por pressões dos amigos.

Pense muito bem nos seus atos, especialmente quando estiver junto com crianças. Não esqueça de utilizar palavras simples como “bom dia”, “obrigada”, “com licença” e cuide para que elas também adotem essa prática.

Que tal aproveitar essas reflexões para fazer uma atividade diferente e construtiva com seu filho? Assista ao clipe produzido pela Life Vest Inside junto com ele, faça com que reflita sobre as atitudes mostradas e como a bondade vai gerando outros atos até retornar a quem iniciou a ff fcvbcgxcv vgchjby bçgrcorrente para o bem. Como devemos agir em nosso dia a dia? Relembrem atitudes para o bem que já tenham praticado, mesmo que simples.

Para complementar, entre no site de “A Corrente do Bem”, um movimento com a proposta de conscientizar as pessoas de que boas ações devem fazer parte da rotina. Além de boas ideias e estórias inspiradoras, você pode marcar no “Mapa do Bem”, a boa ação que escolheu praticar com seu filho.

Ah! Depois dê uma passada por aqui para nos contar como foi a experiência!

FONTE: Blog “A Escola Para A Vida”.

– – – – – – – – – –

IMPORTANTE: post escrito por Mariana Torres, que também escreve o Blog “A Escola para aVida” e é colabora temporária deste Roteiro Baby.

Autoria de Iza Garcia
"Já quis ser 'médica de criança', pipoqueira e costureira. Cursei inglês, italiano, castelhano, mas só falo português. Fiz Direito e Ciência Política, e curto ser blogueira. Desde 11/10/2010 sou "MÃE DA BRUNA" e realizada ao descobrir algo p/ ser a vida inteira".