Duas coisas que não podem faltar em casa quando temos um bebê (principalmente nos primeiros dias e se se trata de mães de primeira viagem) são: relógio digital e agenda.

Parece uma dica tola. Muita gente me chamou de neurótica ao me ver anotando  e exigindo que babá, vovó e papai também fizessem relatórios detalhados da rotina da minha filha.

Mas eu garanto que esses acessórios vão contribuir (e muito) com a organização da rotina da criança. 

Uma mamada de 10 minutos ė MUITO diferente de uma mamada de 15 minutos (50% a mais!) por exemplo. Assim como uma soneca de 20 minutos ė muito diferente de uma de 40. 

E tanto o cansaço quanto a rotina muito monótona e repetitiva contribuem para que a nossa noção no tempo mude. 

Além disso, adivinhar se o choro é de fome, sono, frio, dor, desconforto etc etc e etc também é uma arte que a mãe está começando a aprender e poder verificar na agenda que o bebê mamou o suficiente e há pouco tempo tempo e que, portanto, a fome está descartada entre as hipóteses do choro, ajuda MUITO na estruturação da rotina.

No meu caso, a agenda da Bruna já me ajudou a perceber de quanto em quanto tempo ela passava a mamar mais (impulsos do crescimento), me ajuda a tirar muitas conclusōes e a entender melhor as preferências e jeitinho da minha filha e sempre ajuda a responder com segurança toda pergunta do pediatra (ex.: quando exatamente apareceu tal pintinha, quantos dias durou a tosse, como ela se comportou depois que tomou tal remédio). Por fim, também ajuda a babá folguista a ter noção do que aconteceu na semana e ajuda a mamãe que trabalha fora a acompanhar a rotina da bebê. 

Portanto, às leitoras grávidas eu sugiro que providenciem essas duas coisas antes do bebê nascer, para evitar a correria das compras de última hora. 

Autoria de Dhemes Andersen