Conheça o Blog Mamãe Gourmet!
Eu e minha irmã (Lara Garcia), criamos o Blog Mamãe Gourmet, para compartilhar dicas sobre alimentação saudável para a família, já que ela é nutricionista materno infantil e eu aplico, em casa, tudo que ela tem a ensinar. 

 

O novo Blog receberá posts semanais, com artigos escritos por ela, bem como dicas e receitas dela que foram testadas por mim e minha filha Bruna (7 meses). 
Notem que o primeiro post compartilhou o “Guia Alimentar  para Crianças Menos de 2 anos”, do Ministério da Saúde, que tem o objetivo de capacitar profissionais que atuam no campo da alimentação infantil. 
Clique aqui para fazer o download!
O bacana dessa publicação, que é gratuita e pode ser impressa em casa, é que ela é citada em praticamente todos as publicações comercializadas no Brasil. 
O conteúdo é didático e de fácil compreensão para as mães que se interessam em seguir os dez passos recomendados pelo Ministério, pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para melhorar a alimentação infantil das crianças
Além disso, as dicas são ilustradas e, com base nelas, minha filha passou a seguir uma dieta bem nutritiva, desde os 6 meses de idade, quando foi iniciada no mundo dos alimentos sólidos. 
É importante destacar que muitas mães passam muitas semanas dando só “papinha de cenoura”, depois “papinha de batata”, com um fio de azeite, iludidas de que seus filhos estão tendo uma alimentação saudável.
E, neste contexto, quero registrar que após o período de adaptação da criança aos sólidos e, principalmente, quando o bebê já está com mais de 6 meses ou já não recebe mais o leite materno, uma papinha tão “pobre” não é mais suficiente para garantir a sua nutrição. 
Outro fato que merece ser mencionado é de que pediatras e nutricionistas, muitas vezes, divergem em relação ao que deve ser oferecido para uma criança. Percebo que os pediatras geralmente falam mais sobre o que não pode e, em alguns casos, deixam de alertar às mães sobre o que DEVE ser oferecido… sobre tudo que a criança TEM que comer diariamente para se manter saudável. 
Portanto, outra dica importante que desejo compartilhar é: consultem, com frequencia, um nutricionista apto a orientá-las em relação à alimentação infantil. E, caso o nutricionista e o pediatra de sua confiança divirjam em relação ao que deve ou não ser feito, a mãe deverá se valer, principalmente, do bom senso. 
SERVIÇO:
Dra. Lara Garcia – Nutricionista em Brasília
(61) 3244-0034
Blog Mamãe Gourmet

Autoria de Dhemes Andersen