Futilidades Essenciais, Para Crianças, Segurança

Mochila com Cinto Guia Infantil

Dizem que parece coleira de cachorro, mas é uma mochila com alça, que prende a criança à mãe.
A cena, cada dia mais comum no Brasil, gera olhares curiosos e tortos.
Eu acho a polêmica sobre o assunto desnecessária e acredito que nenhuma mãe use o acessório só para ficar com as mãos livres para coçar a cabeça…
Penso que a maioria dos pais a favor do produto o utilizam por uma questão de segurança e nas ocasiões em que precisam realmente evitar que as crianças se percam em meio a multidões ou corram outros riscos.

A mochila-coleira é usada há décadas nos EUA, na Europa e no Japão mas, no Brasil, passou a ser vendida há cerca de três anos.
Gosto muito dos modelos que lembram bichinhos de pelúcia, já que colaboram para as crianças se distraírem e se divertirem durante os passeios e ainda servem para guardar coisinhas.
O produto é confortável e pode ser usado bastante tempo, já que é preso ao corpo da criança através de alças e faixas reguláveis.
Assim que minha filha começar a andar, vou atrás de um modelo bonitinho pra ela. Mas, desde já, gosto da idéia de desfrutar da tranquilidade de saber que ela estará literalmente ligada a mim em lugares públicos que ofereçam perigos para crianças
SERVIÇOS:
No Brasil, o produto custa aproxiamanda R$75 e pode ser encontrado nas lojas virtuais:
 Anjo da Guarda
 Mariela Baby.

8 Comentários

  1. Natinha

    19 de abril de 2011 at 20:59

    Izaaaa… amanhã vou ligar para a Márcia (dos bodys) para ver se está pronto… ela disse final dessa semana.. mas como vem feriado, achei melhor me antecipar!! rsrsrsrsr

    Qdo a Gigi andar, com certex vpou querer uma dessas!! ahahahah

    Iza, e o resultado do sorteio do CD do Patu Fu?? O prazo aumentou?? Quero ganharrr!! ahahhha

    Falando em sorteio.. tem sorteio da mamadeira MAM lá no meu blog!! A Bru vai adorar!! A Gigi ama a dela!

    Beijoooo

  2. Juliana

    19 de abril de 2011 at 21:05

    Confesso que acho essa mochilinha muito útil! principalmente pros pequenos que nunca param quietos!!
    Bjos!
    Juliana Almeida
    http://www.blogdabebel.com.br

  3. Mãe Mochileira, Filho Malinha..

    19 de abril de 2011 at 21:37

    Olha,quem olha torto certamente nunca passou pelo desespero que é perder teu filho de vista em um lugar publico..ja tive esse desprazer e não desejo nem ao meu pior inimigo se eu tivesse…
    nunca mais quero passar por isso..e as mochilas são uma baita ajuda!!!
    E sem falar que são lindas!! beijos,boa semana!!!
    😉

  4. Tathyana

    20 de abril de 2011 at 01:39

    essa última foto parece com os “passear perros” em Buenos Aires. bj

  5. Aretusa

    20 de abril de 2011 at 17:04

    Eu vi uma vez num shopping em BH e fiquei com a impressão de que se a criança corresse, ou ela derrubaria a mãe ou ela se machucaria com o puxão, mas nunca experimentei, nem toquei pra ver o material. Eu acho que é preciso fazer tipo um “test drive” antes de comprar, eu até toparia e aí sim, poderia dizer algo além das minhas impressões!!
    Beijos e bom feriado!!
    Aretusa, mamãe da Doce Sophia

  6. DriM's.Ateliê

    15 de novembro de 2011 at 15:00

    Eu uso! Tenho gêmeos, e só assim consigo sair sozinha com eles, sem eles ficarem gritando, um querendo ir pra cada lado, e eu tendo de me desdobrar pra não perder um de alcance. Super útil.

  7. DriM's.Ateliê

    15 de novembro de 2011 at 15:00

    Eu uso! Tenho gêmeos, e só assim consigo sair sozinha com eles, sem eles ficarem gritando, um querendo ir pra cada lado, e eu tendo de me desdobrar pra não perder um de alcance. Super útil.

  8. Lilia Vieira

    16 de dezembro de 2012 at 09:50

    Antes de tudo, quero parabenizar pelo site que é muito bem desenvolvido!
    Gostaria de saber se alguém tem conhecimento de onde vende o cinto em Brasilia.
    Polêmicas à parte, o certo é que prefiro ser criticada pelo uso do que perder minha pequena Mari (3 anos) em meio à multidão!
    Estou indo pra Las Vegas no reveillon e sei que nessa época é lotado.
    Se alguém puder me ajudar pois já quero ir com o cinto.
    Lilia.

Comente!